FIFA faz reunião secreta para achar uma solução para a sede da Copa do Mundo de 2022; entenda:

O Catar pode vir a perder a próxima edição da Copa do Mundo - tudo isso em virtude da prisão do ex-presidente da UEFA - Michel Platini, que está envolvido em suposto ato de corrupção.

Por Minha Torcida
Compartilhe

A prisão de Michel Platini está fazendo com que a FIFA mude seus planos quanto a Copa do Mundo de 2022. Devido aos supostos atos de corrupção para a escolha da sede da próxima edição da Copa do Mundo, realizado pelo francês, a entidade máxima do futebol mundial estuda agora a possibilidade de trocar a sede do próximo mundial, em 2022.

De acordo com o site da “TNT Sports”, a FIFA pode vir a mudar o local da disputa dos jogos por atos de suborno ativo e passivo. Com algumas reuniões secretas nesta última terça-feira, a entidade busca encontrar um país para substituir o Catar como sede da próxima edição da Copa do Mundo de Seleções.

Michel Platini - ex-presidente da UEFA.Michel Platini - ex-presidente da UEFA.

Michel Platini – ex-presidente da UEFA é investigado por apoiar, votar e ser um dos responsáveis pela escolha do Catar como sede da Copa do Mundo de 2022. O ex-jogador da seleção francesa segundo o jornal francês “Le Monde”, está sendo investigado pela Promotoria Financeira Nacional – onde o órgão acredita que tudo se iniciou em um almoço organizado em novembro de 2010, na sede do governo da França, no Palácio do Eliseu, onde estavam presentes além de Platini, o então presidente da França – Nicolas Sarkozy, o primeiro ministro do emirado – Sheik Hamad, Bem Jassem e o Emir do Catar – Tamim Bem Hamad Al Thani.

Vale lembrar que o ex-presidente da UEFA – Michel Platini foi preso nesta última terça-feira para depor sobre suspeita de corrupção. A investigação está apurando possíveis irregularidades sobre a escolha do Catar como país sede da próxima edição da Copa do Mundo. Além de Platini, a ex-conselheira do ex-presidente da França – Sophie Dion e o antigo secretário geral do governo francês – Claude Gueant – foram convocados para depor em condições de “suspeitos livres” pelo Escritório Central de Luta contra a Corrupção e Infrações Financeiras e Fiscais.

Mais sobre: fifa copa-do-mundo platini
Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários
Assista ao nosso último vídeo:
Inscreva-se no canal