A coisa parece ter esquentado entre a FIFA e os clubes europeus e também a UEFA, pelo menos é isso que nos informam as últimas notícias vindas do "Velho Continente". A entidade máxima do futebol mundial publicou nesta quinta-feira um comunicado oficial ameaçando jogadores e clubes que jogarem uma eventual "Superliga Europeia".

De acordo com a nota da FIFA, que diz ter apoio de todas as confederações continentais - obviamente que não o apoio da UEFA, garante que nenhum jogador de uma "Superliga" poderá jogar em competições organizadas pela FIFA ou outras organizações, ou seja, a entidade máxima do futebol mundial partiu para a guerra diante da UEFA, que estuda criar uma Superliga Europeia - o grande sonho dos grandes clubes da Europa.

Vale salientar que tal competição acabaria com a famosa "Champions League" e de quebra diminuiria e muito o interesse dos times participantes nos campeonatos e copas nacionais.

Nesta nota que não tem um "alvo" específico e que também não espera uma "resposta"; dá claro entendimento que é contraria a qualquer tipo de criação de "Superligas".

Confira abaixo um dos trechos desta nota emitida pela FIFA

"De acordo com os estatutos da FIFA e das Confederações, todas as competições devem ser organizadas ou reconhecidas pelo órgão competente em seu respectivo nível, pela FIFA em nível global e pelas confederações em nível continental. Nesse sentido, as Confederações reconhecem a Copa do Mundo de Clubes da FIFA, em seu formato atual e novo, como a única competição mundial de clubes, enquanto a FIFA reconhece as competições de clubes organizadas pelas confederações como as únicas competições continentais de clubes".