Mas já? Sim, o Cruzeiro que não conseguiu vencer o lanterninha da Série B neste último final de semana, no empate em 0 a 0, anunciou a demissão de mais um treinador nesta temporada, deixando claro o desespero de vir a repetir o Fluminense anos atrás, onde esse foi rebaixado da Série A para a Série B e no ano seguinte acabou caindo para a Série C do Brasileirão.

O empate em 0 a 0 com o Oeste, neste domingo, levou Ney Franco a ser mais um técnico a deixar o comando do time do Cruzeiro nesta temporada. Colocado na 19ª posição na tabela de classificação da segunda divisão do campeonato nacional, o Cruzeiro já vive internamente o temor de uma queda a Série C - ameaça essa compartilhada com seus torcedores, principalmente após novo tropeço no Brasileirão - Série B.

Após mais um fiasco na competição, os torcedores cruzeirense já se mostram atordoados com a sequência ruim do time na segunda divisão do campeonato brasileiro, onde alguns desses lembram que o torneio aqui em questão já está próximo de sua metade, ressaltando que o cenário do Cruzeiro é cada vez mais desesperador.

Fluminense

Houve, por exemplo, quem lembrasse outros grandes que sofreram queda dupla, nos anos de 1997 e 1998 - como o caso do Fluminense, que foi da A, para a B e da B para a Série C.

Envolvidos por uma crise estrondosa - na área política e financeira, juntado tudo isso a um elenco fraco, o Cruzeiro ainda conta contra si com punições impostas pela FIFA, o que lhe rendeu seis pontos a menos no início do Campeonato Brasileiro - Série B (a razão disso todos já sabe).

Com a demissão de Ney Franco - que mal havia iniciado seu trabalho a frente da equipe mineira, o Cruzeiro vai em busca de seu terceiro treinador na competição; algo que pelo andar da "carroagem" deverá ser bastante complicado; veremos os próximo capítulos desta "saga" do Cruzeiro na Série B - do Brasileirão.