Problemas a vista para o Cruzeiro junto a FIFA! Por dívida de R$ 5,3 milhões que teria direito a receber, o Al Wahda - dos Emirados Árabes que ainda não viu a cor do dinheiro, teria solicitado a entidade máxima do futebol mundial uma punição ao clube brasileiro em questão e essa mesma seria o rebaixamento a Série C - do Campeonato Brasileiro.

O motivo é o mesmo já acima citado - o não pagamento da dívida referente ao empréstimo do volante Denilson, no ano de 2016. A informação foi confirmada pelo próprio presidente do clube celeste - Sérgio Santos Rodrigues, que passou a "bola" para os conselheiros do Cruzeiro nesta noite passada de segunda-feira, durante assembléia para a votação da alienação de um imóvel da "Raposa".

Nesta mesma reunião, que fora transmitida ao vivo, o mandatário cruzeirense declarou que a solicitação do clube árabe foi feita há duas semanas, onde o mesmo disse estar aguardando por uma notificação da FIFA e com isso solicitou aos conselheiros a liberação para a alienação do imóvel em questão, para justamente evitar de ter que fazer "loucuras" e assim evitar um possível rebaixamento a Série C - do Brasileirão.

FIFA - entidade máxima do futebol mundial
FIFA - entidade máxima do futebol mundial

"Temos o problema do Al Wahda, que já causou a perda de seis pontos do Brasileiro. O Al Wahda está pedindo agora a execução do não pagamento, até hoje, destes seis pontos perdidos, que podem acarretar no rebaixamento à Série C. A única punição que pode ter isso, mas nem posso pedir a explicação da gravidade. Nosso grande objetivo é não fazer loucura, não ter que fazer correria se a gente receber essa carta que pode causar a pior punição e daí o motivo de estarmos reunidos aqui hoje", declarou Rodrigues.

Com tal punição já imposta pela FIFA por essa dívida junto ao clube árabe, o Cruzeiro iniciará neste final de semana a sua disputa na Série B - do Brasileirão com menos seis pontos na tabela de classificação, tendo com isso uma dificuldade a mais durante a competição.

Ainda nesta mesma reunião, o atual presidente do Cruzeiro apresentou um material com todas as dívidas do clube junto a FIFA - girando na casa dos R$ 70,3 milhões em processo na entidade.

No último mês, o clube quitou uma dívida com o Zorya - da Ucrânia, pela punição do atacante Willian - hoje no Palmeiras. O valor desta dívida girava em torno de R$ 4,4 milhões.