Mais uma vez? Sim, o Cruzeiro volta a ter novos problemas com a FIFA, onde nesta última terça-feira, o clube mineiro foi novamente cobrado por falta de pagamentos em processos que tramitam na Comissão Disciplinar da entidade máxima do futebol - desta vez são duas ordens finais.

Assim como já da primeira vez, onde acabou sendo punido com a perca de seis pontos na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro 2020 - Série B, a "Raposa" corre sérios riscos de mais uma vez ser punida pela FIFA, porem, nenhuma delas envolve risco de rebaixamento ou de nova perca de pontos no campeonato nacional, conforme esclareceu a direção: os dois casos em questão envolvem os atacantes Rafael Sóbis e Pedro Rocha.

A pena aqui ao Cruzeiro, caso não se resolvam tais situações, será de impedimento de registro de novos atletas até que as mesmas sejam pagas.

Cruzeiro - clube que irá disputar pela primeira vez em sua história a Série B - do Brasileirão
Cruzeiro - clube que irá disputar pela primeira vez em sua história a Série B - do Brasileirão

Caso Rafael Sóbis

Contratado pelo Cruzeiro em 2016, o clube mineiro nesta situação tem três processos movidos pelo Tigres - do México junto a FIFA - em dois desses, a sentença final e a ordem de pagamento já foram enviadas aos brasileiros, com data de pagamento para o dia 15 de julho, no valor de R$ 11,785.001,26 - valor histórico de transação - aqui contabilizam juros e custos dos processos.

Caso Pedro Rocha

Contratado em 2019 pelo Cruzeiro junto ao Spartak Moscou, o time russo cobra uma valor de R$ 2.311.611,92 junto a FIFA - esse pagamento terá que ser efetuado até o dia 06 de agosto para que a "Raposa" não sofra sanções da entidade máxima do futebol.

Sabedor de todas essas "pendengas", a direção do clube mineiro reiterou que tem monitorado de perto todas as ações junto a FIFA e mantido diálogo direto com os clubes envolvidos - além disso, a mesma disse que não está medindo esforços para que todos esses problemas sejam resolvidos da melhor maneira possível.