O início de ano instável, principalmente com a demissão de Adílson Batista, fizeram o torcedor do Cruzeiro ficar ainda mais desanimado e angustiado com a sequência da temporada, tendo as competições nacionais, como a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro série B para disputar. Depois de Marcelo Moreno e Fábio serem enfáticos sobre o momento e o atual elenco do Cruzeiro para esta temporada, foi a vez do lateral-direito Edílson alertar para a necessidade de contratações.

O jogador foi claro e enfático: são necessários mais reforços. Assim como Marcelo Moreno, o jogador falou que o Cruzeiro terá dificuldades para conseguir o acesso à série A do Campeonato Brasileiro com o atual grupo de jogadores, que agora será comandado por Enderson Moreira:

"A gente espera que possa vir reforços, como o Fábio falou. A camiseta do Cruzeiro é pesada e, com o que a gente tem aqui hoje, acho difícil a gente subir. Eu espero que a direção e todos que vêm tocando o Cruzeiro neste momento saibam da responsabilidade grande que temos de subir para a Série A. Para isso, a gente precisa de um time forte, de um time guerreiro, para que a gente encontre forças e faça o que o torcedor espera, que são grandes jogos." comentou Edílson ao canal de TV fechada Fox Sports.

Alguns desses reforços do Cruzeiro podem vir de jogadores que já estavam no clube. Segundo Edilson, Ariel Cabral, Jean e Robinho, quando estiverem em totais condições físicas, serão extremamente importantes para a qualificação do elenco do time mineiro nesta temporada:

"Jogadores que chegaram ou que voltaram, que é o caso do Ariel, estão preparando fisicamente, como o Jean e o Robinho também. E são jogadores que sem dúvida vão somar muito, não só na parte técnica, mas também com a experiência. E o Adilson Batista pôde contar pouco com eles. Agora, com o Enderson, ele vai poder contar com esses jogadores, e eu tenho certeza que vão chegar mais jogadores. Vamos encorpar cada vez mais para que a gente possa fazer uma brilhante volta. Se Deus quiser, vamos colocar o Cruzeiro no lugar de onde ele nunca deveria ter saído."