O zagueiro Manoel não estará presente na estreia do Cruzeiro diante do Boa Esporte - no Campeonato Mineiro, nesta quarta-feira, às 21h30; o defensor foi liberado da concentração por um motivo muito óbvio - o jogador recebeu propostas para deixar o clube mineiro e por isso, a pedido dos agentes, não poderá ser utilizado por Adilson Batista nesta noite.

A informação foi dada pela rádio "Itatiaia" e posteriormente confirmada pelo site "globoesporte.com". De acordo com as informações, a liberação foi solicitada pelo empresário de Manoel, que nos últimos dias recebeu propostas de um time da Turquia e pode estar de saída do Cruzeiro.

Manoel que em 2019 defendeu o Corinthians, não será aproveitado por Edílson Batista em 2020.
Manoel que em 2019 defendeu o Corinthians, não será aproveitado por Adilson Batista em 2020.

A "Raposa" confirma as propostas pelo atleta e a ausência na primeira partida do campeonato regional. Sem a presença de Manoel nesta quarta-feira, o jovem Arthur foi relacionado para ser o "substituto" do experiente zagueiro.

O defensor que chegou ao Cruzeiro em 2014, foi emprestado ao Corinthians na temporada passada. A diretoria celeste entendia que o jogador não teria espaço no time que já contava com Dedé, Fabrício Bruno, Léo e Cacá como opções na zaga. Para esta temporada, a "Raposa" já perdeu Fabrício Bruno, que entrou na Justiça contra o clube.

Outro que pode deixar o time mineiro é Dedé, que busca opções no mercado. Ao todo, Manoel fez 130 partidas com a camisa do Cruzeiro e marcou seis gols. O zagueiro esteve presente nas conquistas do Campeonato Brasileiro de 2014, da Copa do Brasil em 2017 e 2018 e do Campeonato Mineiro em 2018.