Thiago Neves tem direito a receber R$ 1 milhão do Cruzeiro por metas atingidas em 2019

Essa “bonificação” está presente no contrato de Thiago Neves desde 2017, ano do primeiro acordo firmado com o Cruzeiro – realizado ainda na gestão de Gilvan de Pinho Tavares.

Por Minha Torcida
Compartilhe

Em maus lençóis financeiramente, o Cruzeiro que em 2020 jogará pela primeira vez em sua história uma "Série B" do Campeonato Brasileiro, vê Thiago Neves que já lhe cobra na Justiça do Trabalho mais de R$ 16 milhões, ter o direito de receber mais R$ 1 milhão do clube até o fim de fevereiro - a título de bonificação pelo desempenho na última temporada.

O meia-atacante tem o direito de receber essa quantia por contrato firmado, onde o mesmo deixa clara que em caso do jogador ser relacionado em súmula em 42 partidas na temporada 2019 - o jogador na verdade entrou em campo em 41 jogos, mas teve seu nome relacionado em súmula em mais três jogos; terminando o ano como artilheiro da equipe mineira, com nove gols marcados.

Thiago Neves - meia do Cruzeiro.
Thiago Neves - meia do Cruzeiro.

Em seu contrato de trabalho, ficou estabelecido que teria o direito de receber o valor bruto de R$ 720 mil em caso de atingir a meta. Para completar, neste mesmo acordo, ficou firmado que ele teria o direito de receber mais R$ 480 mil brutos pelo direito de imagem - o que totaliza R$ 1,2 milhão pelo contrato de 2019.

De acordo com informações do site "globoesporte.com", esse valor terá que ser pago no prazo de 90 dias após a realização da 42ª partida em 2019 e essa ocorreu em 11 de novembro, no empate em 0 a 0 contra o Avaí, onde o meio-campista atuou em todo os 90 minutos.

Essa "bonificação" está presente no contrato de Thiago Neves desde 2017, ano do primeiro acordo firmado com o Cruzeiro - realizado ainda na gestão de Gilvan de Pinho Tavares.

Veja abaixo o termo firmado em contrato entre jogador e Cruzeiro:

Aditivo de contrato entre Cruzeiro e Thiago Neves.
Aditivo de contrato entre Cruzeiro e Thiago Neves.

Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários
Assista ao nosso último vídeo:
Inscreva-se no canal