Estando o Cruzeiro uma posição a frente da "zona de rebaixamento" - na 16ª colocação na tabela de classificação, a poucas rodadas do fim do Brasileirão, muros da Toca da Raposa amanheceram pichados nesta quinta-feira, com frases como: "Fora parasitas", "Fora verme", o "O Cruzeiro é gigante" e "Fora Sevandijas" - que é sinônimo de parasita e vermes.

As pichações ocorreram um dia após uma das torcidas organizadas do Cruzeiro invadirem uma festa onde estavam presentes alguns jogadores da "Raposa". Neste mesmo evento, um vídeo do zagueiro Dedé - recém operado foi filmado, onde o atleta dava uma "sarrada" no ar - algo que repercutiu muito mal entre os torcedores. Uma das frases pichadas foi: "Onde estiverem, estaremos de olho".

Na noite desta última quarta-feira, durante o lançamento da tabela do Campeonato Mineiro 2020, o diretor de futebol Marcelo Djian declarou que irá conversar com os atletas, pedindo para que esses diminuam suas saídas a noite. Na semana passada, Zezé Perrella já havia se reunido com o elenco e tido uma conversa sobre o "extracampo" - como, por exemplo, essas saídas à noite.

Já dentro das quatro linhas, a equipe comandada por Abel Braga vive uma sequência de 11 jogos sem perder, porém, são oito empates e apenas três vitórias e com isso o Cruzeiro segue ameaçado de rebaixamento, estando ele na 16º posição na tabela de classificação, com 36 pontos - um a mais que o Fluminense, que abre o Z-4. Na próxima rodada, Cruzeiro encara o Santos, na Vila Belmiro, no sábado, às 21h.