Opinião: Sem Mano Menezes, trazemos varias opções que poderão assumir o comando do Cruzeiro

Sem um comandante técnico, visto a saída de Mano Menezes, o Cruzeiro agora partirá em busca de um substituto, onde trazemos aqui alguns possíveis nomes que poderão vir a ser sondados, entre eles velhos conhecidos da torcida da Raposa.

Por Minha Torcida
Compartilhe

Com Mano Menezes fora da casa-mata, o Cruzeiro agora saí atrás de um substituto para o cargo de treinador e o mercado oferece inúmeras opções para o time mineiro, entre essas: Abel Braga e Dorival Júnior; treinadores experientes que estão livres.

Nenhum treinador até o momento foi mencionado pela direção cruzeirense, apenas estamos fazendo uma análise de nomes disponíveis no mercado e que poderiam servir para o Cruzeiro neste momento. No entanto, a direção que vive um momento delicado internamente e de fragilidade de sua equipe, com certeza evitará trazer um nome com pouca experiência no futebol brasileiro, não se aventurando com um nome estrangeiro, por exemplo.

 

Marcelo Oliveira.

Marcelo Oliveira

Dos atuais treinadores experientes livres no mercado, encontramos bons nomes; além dos já citados no início desta matéria, também encontramos outros, bem como Marcelo Oliveira; treinador bi-campeão brasileiro pelo clube em 2013 e 2014, assim como Levir Culpi; campeão da Copa do Brasil com o Cruzeiro em 1996.

Mas o mesmo mercado ainda oferece outros nomes com bagagem no futebol nacional, como Celso Roth e Oswaldo de Oliveira e se a direção cruzeirense preferir um nome mais jovem tem a disposição nomes como: Zé Ricardo, Jair Ventura, Dunga e tantos outros.

Adilson Batista.

Adilson Batista

Atualmente quem ganha força por ser o "queridinho" da torcida, é Adilson Batista, responsável por levar o Cruzeiro a uma final de Libertadores, em 2009; pelo time o comandante técnico ainda conquistou dois campeonatos mineiros (2008 e 2009). Porém, na visão da direção, Adilson não se encaixa no perfil que já deve estar sendo buscado, uma vez que seu último trabalho foi no América-MG, em 2018 e sem muito sucesso.

Se não bastasse a situação do time na tabela do Campeonato Brasileiro e na Copa do Brasil, também existem os problemas extra-campo, onde o novo treinador terá que se adequar ao momento financeiro e político vivido pelo clube. O escolhido terá a missão de tirar o Cruzeiro da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro e de quebra encerrar com o jejum de vitórias e gols e ainda tentar uma reviravolta nas semifinais da Copa do Brasil, longe do Mineirão.

Na próxima rodada do Brasileirão diante do Avaí, no próximo domingo, na Ressacada, o time será comandado por um treinador interino, podendo ser James Freitas ou Ricardo Rezende, a direção não deu pistas a respeito desta situação.

Contudo, a fase do Cruzeiro que não é das melhores; bem longe disso, ficou ainda pior com a saída de Mano Menezes, que conhecida a "aldeia" e tinha conhecimento dos seus jogadores, mas muitas coisas que jamais iremos saber fizeram com que ele perdesse o comando de seus comandados e com isso ficou fragilizado e nesta última quarta-feira pediu para sair.

 

 

Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários
Assista ao nosso último vídeo:
Inscreva-se no canal