Mano Menezes a perigo no Cruzeiro, entenda

Classificado as semifinais da Copa do Brasil, onde irá encarar o Internacional, Mano Menezes terá nesta partida marcada para o próximo dia 7 de agosto a chance de iniciar uma reação de sua equipe e assim estancar um pouco a pressão sobre suas costas.

Por Minha Torcida
Compartilhe

Eliminado pelo River Plate durante essa semana da Libertadores da América e dono da pior campanha até agora no Brasileirão, desde que o sistema de pontos corridos foi adotado, em 2003, cresce a pressão sobre Mano Menezes no cargo de treinador do Cruzeiro e a obrigação de reagir rápido para não ser demitido.

Classificado as semifinais da Copa do Brasil, onde irá encarar o Internacional que vem embalado após conquistar a sua vaga as quartas de final da Libertadores e jogando muito bem, Mano Menezes terá nesta partida marcada para o próximo dia 7 de agosto a chance de iniciar uma reação de sua equipe e assim estancar um pouco a pressão sobre suas costas. Antes do confronto diante dos Colorados, o Cruzeiro terá mais uma chance de mostrar uma reação - será diante do maior rival do clube; o Atlético-MG, no Independência, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Mano Menezes está sob pressão no Cruzeiro e um novo tropeço no final de semana diante do Atlético-MG poderá custar seu emprego.Mano Menezes está sob pressão no Cruzeiro e um novo tropeço no final de semana diante do Atlético-MG poderá custar seu emprego.

O resumo desta história é simples: se o Cruzeiro for mal diante do Atlético-MG e não conseguir um bom resultado no Mineirão diante do Internacional na primeira partida das semifinais da Copa do Brasil (lembrando que o jogo da volta será somente em setembro), Mano Menezes poderá ser demitido em sequência.

Sem conseguir dar ritmo ao time e sem conseguir repetir as boas atuações do início do ano, Mano Menezes vê seu prestígio dentro do clube mineiro se esvairir, sendo o principal "alvo" da torcida por causa da saída da equipe da Libertadores. Com um empate sem gols em Buenos Aires, bastava ao time mineiro em questão uma vitória simples no Mineirão para garantir a sua classificação à próxima fase do torneio sul-americano, porém o zelo no setor ofensivo deixou o Cruzeiro sem força no ataque para superar o River Plate e um novo empate levou a decisão para os pênaltis, onde o time acabou sendo eliminado.

Se não pastasse isso, o inconformismo por parte da torcida em ver o atacante Fred no banco de reservas respinga justamente sobre o treinador - lembrando que ele só entrou em campo diante do time argentino aos 26 minutos da etapa complementar.

Desde 2016 no comando técnico do Cruzeiro, Mano chega ao seu terceiro ano sem um título e sem motivos para comemorações.

Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários
Assista ao nosso último vídeo:
Inscreva-se no canal