Na estreia do Corinthians na Copa Libertadores da América, onde a equipe paulista foi derrotada por 1 a 0 diante da equipe do Guaraní-PAR, Tiago Nunes que fez uma avaliação do jogo, ficou muito próximo do que disseram Luan e Cássio na saída de campo. O comandante técnico do "Timão" entendeu que o principal problema foi justamente a falta de efetividade no ataque. Só no primeiro tempo, Boselli e Everaldo desperdiçaram chances claras.

"Podemos olhar de diversos ângulos. Volume com chances criadas: ruim. Mas, tivemos o controle e oportunidades. Passa por uma questão de aproveitamento desse controle todo que a gente teve. Existem várias maneiras de ganhar. O Guaraní teve mérito, uma equipe competitiva, fez o gol cedo, tirou nosso foco por alguns minutos, mas são 180 minutos. Começou hoje, vai terminar em São Paulo. Com todo respeito ao adversário, temos de buscar na próxima quarta", afirmou, em entrevista coletiva.

Sobre o gol sofrido por sua equipe depois de jogada ensaiada pelo time da casa na bola parada, Tiago Nunes negou que o Corinthians tenha sido pego de surpresa.

"Acompanhamos todos os jogos do Guaraní e sabíamos que iam nos pressionar no início. O que fugiu foi a bola parada, uma bola mexida, tivemos um milésimo de atraso e tomamos o gol. Foi algo que, inclusive, treinamos ontem. Após o gol, Guaraní recuou, controlamos o jogo e faltou fazer o gol, mas não fomos surpreendidos, não", disse ele.

Sobre o duelo de volta, quarta-feira que vem, na Arena, treinador evitou lembrar de seu histórico e suas experiências em anos anteriores. O técnico do Corinthians já foi campeão da Copa Sul-Americana e da Copa do Brasil com o Athletico, justamente torneios de mata-mata.

"Já fui derrotado, já venci, já reverti e fui revertido. O que penso é que temos de buscar a vitória, viemos para vencer, atacar, ser ofensivo. Vamos buscar a vitória em casa, sabendo que tem o gol qualificado. Temos de ter humildade, pés no chão e saber que pra vencer, além de produzir na frente, temos de tomar cuidado para não tomar gol", finalizou.

A direita - o técnico Tiago Nunes.
A direita - o técnico Tiago Nunes.