Desde 2009, o Corinthians deve fechar a atual temporada com seu pior resultado financeiro na década. A previsão do clube é de fechar as contas da temporada com déficit de R$ 144,8 milhões.

Com gastos acima do projetado com salários e compras de jogadores, outros fatores também foram influenciadores para o clube fechar o ano de 2019 ainda mais no "vermelho". Um desses fatores é não ter conseguido fazer nenhuma grande venda de atleta, frustrando o objetivo da diretoria.

O principal negócio do Timão na temporada foi à transferência do volante Douglas, que estava emprestado ao Bahia, para o PAOK - da Grécia, por cerca de R$ 13 milhões.

A direção corintiana acreditava que poderia vender mais algum jogador, no entanto, isso acabou não acontecendo e nenhuma nova proposta apresentada foi considerada atrativa. Vale lembrar que no meio da temporada o Corinthians recusou ofertas por Mateus Vital e Gustagol.

Em seu orçamento para a nova temporada, o "Timão" tem como projeto arrecadar cerca de R$ 66 milhões com vendas de jogadores - falei projeto. Mesmo assim, a expectativa é de terminar o ano novamente com déficit, desta vez próximo a casa dos R$ 21 milhões. Vale ressaltar que desde 2016 o Timão não consegue fechar um ano com as contas no azul.

A dívida alvinegra vem crescendo ao longo dos últimos anos. No último balancete divulgado pelo clube, ela era de R$ 626,2 milhões em junho.

Até então, os piores resultados financeiros do Corinthians nesta década tinham sido em 2014 e 2015, quando teve R$ 97 milhões de déficit.