Timão tem pedido de bloqueio das contas da Arena Corinthians; entenda

A direção do Corinthians admite a dívida, mas contesta o valor da mesma e agora tenta negociar com o banco, lembrando que no início desta semana, as partes estiveram reunidas em Brasília.

Por Minha Torcida
Compartilhe

A Caixa Econômica Federal parece que não irá aliviar as contas para o lado do Corinthians, como pretendia o presidente do Timão, que tenta negociar a dívida da Arena com a estatal. De acordo com as últimas informações, o banco federal solicitou nesta semana o bloqueio das contas da Arena Corinthians por causa da dívida da obra de construção do estádio.

A informação é do jornal paulista "A Folha", que publicou uma matéria referente ao assunto nesta última quarta-feira.

Vale lembrar que no dia 22 de agosto, a Caixa Econômica Federal entrou com uma ação de execução contra o Corinthians cobrando R$ 536.092.853,27 - onde ainda pediu a inclusão do "Fundo Arena Itaquera", no Serasa. Sem o pagamento de qualquer valor, a estatal solicitou no dia 23 o bloqueio das contas do referido fundo.

Arena Corinthians - internamente.Arena Corinthians - internamente.

Em nota a Caixa Econômica Federal esclarece com a seguinte informação:

"As fases processuais, com a execução de garantias, são previstas legalmente objetivando a satisfação do crédito. A Caixa permanece aberta a possibilidade conciliatória".

O referido pedido de bloqueio está nas mãos do juiz - Victorio Giuzio Neto, da 24ª Vara Cível Federal de São Paulo desde a última terça-feira, não havendo prazo para que o mesmo tome uma decisão a respeito do caso.

Por outro lado, o Corinthians reconhece a dívida, mas contesta o seu valor e com isso tenta um acordo com a Caixa Econômica Federal.

Vale lembrar que na última terça-feira dirigentes do clube paulista e representantes da estatal estiveram reunidos, onde tentam um acordo em comum. Novas reuniões estão programadas.

Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários
Assista ao nosso último vídeo:
Inscreva-se no canal