Corinthians é cobrado por dívida de mais de R$500 milhões em impostos, diz jornal

De acordo com o jornal Folha de São Paulo, o clube paulista está sendo cobrado por dívida de cerca de R$566 milhões por dívidas com a União.

Por Talis Andrey de Mello
Compartilhe

Além de estar tentando encontrar o seu melhor encaixe dentro de campo, o Corinthians tenta também lidar com os seus bastidores. Nesta semana, uma notícia estremeceu a rotina do clube paulista: De acordo com o jornal Folha de São Paulo, o alvinegro foi cobrado na justiça por uma dívida de cerca de R$566 milhões em impostos com a União.

A origem e data das cobranças não foi detalhada, apenas foi informado que são de origem tributária. O valor total da dívida ultrapassaria a receita líquida do clube em 2018, de R$ 446 milhões.

.

Em nota por meio da assessoria de imprensa, o clube afirmou ao jornal considerar-se isento do pagamento de Imposto de Renda de Pessoa Jurídica, CSLL, PIS e Cofins por conta de uma decisão do Carf (Conselho Administrativo de Recursos Fiscais) em casos similares que aconteceram com Athletico Paranaense e São Paulo.

Nas ocasiões, ambos os clubes conseguiram vitórias no setor jurídico, e após análise da Câmara Superior do Carf, foi decidido que os clubes são associações sem fins lucrativos e estão isentos desses impostos.

Em nota, o time paulista afirma que terá o "mesmo desfecho favorável já obtido por outras agremiações". "A agremiação pode ser configurada como uma entidade sem fins lucrativos se não remunera seus dirigentes e reinveste seu lucro", afirmou o advogado Guilherme Oliveira, do escritório Oliveira e Belém, em entrevista ao jornal.

A Procuradoria, por sua vez, afirmou ao jornal que a Receita Federal tem competência para decidir se isenta ou não os clubes e cabe ao órgão cobrar as dívidas.

Mais sobre: corinthians
Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários
Assista ao nosso último vídeo:
Inscreva-se no canal