Minha Torcida Logo

Corinthians vai ao mercado priorizando um camisa 9 para 2019

"No futebol somente o resultado é que é visto, assim precisamos trabalhar em duas frentes”, declarou o diretor de futebol do Timão.

Por
Compartilhe

Após praticamente se livrar do fantasma do rebaixamento, na última rodada do Brasileirão, no final de semana, a direção do Corinthians agora parte para montar um elenco novo para 2019 e uma das peças fundamentais para esse é o do “camisa 9”, que desde a saída de Jô, ao final de 2017, não conseguiu firmar um nome na posição.

O presidente Andrés Sanchez não cita nomes, mas diz já estar negociando com um reforço para a próxima temporada.

Na atual temporada, passaram pelo setor e não se firmaram nomes como o de Kazim, Júnior Dutra (improvisado), Matheus Matias, Roger, Jonathas e Danilo; esse último tem grandes chances de terminar a temporada com titular da posição.

Desde a saída de Jô, no final do ano passado, o Timão não consegue firmar um "camisa 9" no time.Desde a saída de Jô, no final do ano passado, o Timão não consegue firmar um "camisa 9" no time.

Entretanto, a direção do Corinthians sabe que o veterano não será solução em 2019, sem mesmo ter a garantia de permanecer no elenco para o próximo ano. Com isso a camisa 9 passa a ser uma prioridade no clube.

O timão já fechou com um atacante – falamos aqui de André Luis, ex-Ponte Preta, mas que prefere atuar pelo lado do campo e é visto atualmente como uma aposta. Já o atual dono da camisa 9 – o atacante Roger que chegou no início da temporada vindo do Internacional, anotou apenas cinco gols em 25 jogos disputados, mesmo assim deverá permanecer no elenco para 2019.

Em entrevista nesta última segunda-feira, o diretor de futebol do Corinthians, Duílio Monteiro Alves declarou que tem que se dar tempo ao jogador para se adaptar, mas devido à pressão por parte da torcida, o clube irá atrás de um atleta que chega com destaque para assumir a posição.

“Nós temos que dar tempo ao jogador, para que esse possa se adaptar ao clube, ao elenco, mas não temos esse tempo, até porque a pressão vinda da torcida e da imprensa é muito grande. A cobrança é forte e temos que trabalha sempre para melhorar o mais rápido possível, qualificando assim o nosso elenco. Mesmo sabendo que possuímos grandes jogadores em nosso grupo e que eles ainda nos darão respostas, infelizmente, no futebol somente o resultado é que é visto, assim precisamos trabalhar em duas frentes”, declarou ele.

 

Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários