Corinthians adere ao grupo que irá negociar direitos internacionais nos próximos anos

A BR Foot foi à grande vencedora do processo de concorrência aberta pela Confederação Brasileira de Futebol – CBF, iniciado em fevereiro.

Por
Compartilhe

Informações desta sexta-feira indicam que o Corinthians é mais um clube que se junta aos demais times da Série A – do Brasileirão que aceitaram negociar direitos internacionais nos próximos quatro anos. Com isso, o bloco dos clubes que entraram no projeto agora contam com 18 times.

Corinthians.Corinthians.

O Timão era um dos poucos clubes brasileiros que ainda resistiam a esse acordo, acreditando na existência de outra proposta de um fundo de investimento, mas diante de muitos aspectos financeiros, acabou cedendo. Do total de R$ 500 milhões por quatro anos – que serão divididos entre as equipes que aderiram ao projeto, R$ 110 milhões correspondem aos direitos internacionais, o demais é para a venda de publicidade estática.

A grande responsável pelas negociações desses direitos internacionais é a BR Foot. Mesmo aderindo a apenas um item até agora, a companhia vê com bons olhos a inserção do clube paulista no projeto.

A BR Foot foi à grande vencedora do processo de concorrência aberta pela Confederação Brasileira de Futebol – CBF, iniciado em fevereiro. Com certa desconfiança no projeto, alguns clubes demoraram em aderir ao mesmo, o que causou certa instabilidade entre a CBF e os times. O acordo começa a valer já a partir do próximo ano.

Em nome de seu presidente, o Grêmio foi um dos clubes que assinou o acordo, mas com ressalvas, como destaca Romildo Bolzan Júnior.

“Onde está a proposta, onde está a minuta do contrato, onde está o valor? Seria um risco perder essa situação por conta de algo que não se concretizou. O Grêmio aceitou assinar porque irá receber para ver se anda essa questão do futebol brasileiro no mercado externo. É um mercado que os clubes nacionais ainda não dominam. Serão quatro anos para ver o que vai dar”, declarou Bolzan Júnior.

 

Comentários