Corinthians promete ir ao mercado atrás de reforços

"Não iremos cometer loucuras, pois nada garante que o jogador que vale 20, 30 milhões irá dar certo", diz André Sanchez.

Por
Compartilhe

Após a conquista do Paulistão-2018, o presidente do Corinthians – Andrés Sanchez promete reforçar o time para o restante da temporada – o Corinthians ainda disputa a Libertadores, Copa do Brasil e neste final de semana inicia sua caminhada no Brasileirão.

Andrés Sanchez - presidente do Cortinhians.Andrés Sanchez - presidente do Cortinhians.

Em entrevista na zona mista durante a premiação dos melhores do Campeonato Paulista, na sede da Federação Paulista de Futebol, na noite desta última segunda-feira, Sanchez revelou estar ciente da carência do elenco em algumas posições, prometendo trazer alguns jogadores, mas sem cometer loucuras.

“Se fosse por Carille, traria todo mundo. Se pudesse trazer mais um time, ele ia querer, mas não é bem assim, não iremos fazer loucuras. Eu vou tentar buscar 7 ou quem sabe 8 jogadores até o meio do ano; jogadores esses que realizaram um belo campeonato regional em seus clubes. Jogadores de times do interior, que querem ser campeões, só assim para fazermos um time vencedor”, declarou o presidente do Corinthians.

Para finalizar, o mandatário corintiano explicou melhor a maneira de contratação.

“Mesmo o Corinthians tento uma ótima estrutura, não podemos sair contratando sete ou oito jogadores por 20, 30 milhões. Além de gastar demais, nós não temos a garantia de sucesso destes jogadores”, finalizou Andrés Sanchez.

Atualmente a prioridade do Corinthians é por um atacante, um 9 de ofício e Paolo Guerrero do Flamengo é um destes jogadores que agrada a direção do clube paulista. Guerrero já tem uma história no clube, pois foi o autor o gol da final do Mundial de Clubes, em 2012, quando o Corinthians derrotou o Chelsea na ocasião, entretanto, o timão não pretende desembolsar muito dinheiro na busca por um camisa 9, assim sendo, é muito difícil Guerrero trocar o Flamengo pelo Corinthians, como o fez me 2015, quando trocou o clube paulista pelo carioca, após declarar amores pelo “Timão”.

Comentários