"Não vai Corinthians!". Mesmo com o atacante francês André Gignac "zoando" o Palmeiras com a eliminação para a grande final do Mundial de Clubes diante do Tigres e ainda voltando a brincar com o maior adversário do Corinthians após esse ficar em quarto lugar no torneio da FIFA, o mesmo não deverá assinar com o "Timão" para 2021.

Muito disso por conta de seu alto salário, onde o francês no clube mexicano receber em torno de R$ 4 milhões brutos por mês - valor esse totalmente fora da realidade para qualquer clube brasileiro.

Para encerrar com tal assunto que iniciou através das redes sociais, onde os torcedores do "Timão" pediam a contratação de Gignac, o diretor de futebol do Corinthians - Roberto de Andrade foi bem esclarecedor, colocando um ponto final na questão.

"Algo em torno de R$ 4 milhões de reais brutos por mês, para um jogador de 35 anos num calendário de dois jogos por semana. Além disso, como se sentiriam os nossos craques do elenco, vendo alguém cair de paraquedas ganhando de cara MUITO mais do que eles? Abraço e bom dia", declarou o dirigente em sua conta no Twitter.

Para finalizar, Andrade ainda declarou o seguinte:

"Fora a realidade. É um jogador de 35 anos. É um bom jogador? Sem dúvida que é um bom jogador. Mas como é que você pode trazer um jogador de 35 anos de idade num campeonato que a gente joga quarta e domingo, 70 e pouco jogos por ano. Desculpa, ele não vai ser igual está sendo lá. Sem falar nos valores que ele ganha, aí ficam mais inviável ainda".

Gignac e sua carreira

Antes de chegar ao Tigres do México - clube pelo qual está encerrando seu vínculo em junho deste ano, o atacante francês passou pelo Lorient, Pau, Toulouse e Olympique de Marseille - todos da França.