Brasil perde para França e é eliminado da Copa do Mundo feminina

Brasileiras fizeram um jogo equilibrado contra as francesas, mantendo o 1 a 1 no tempo normal. Na prorrogação, apesar de mostrar garra até o último segundo, time foi derrotado e deu adeus à Copa.

Por Giovana Brasil
Compartilhe

A Seleção Brasileira de Futebol Feminino está fora da Copa do Mundo da França. O jogo contra as donas da casa foi marcado por tensão e equilíbrio. O Brasil lutou, foi valente, teve grandes chances de vencer o confronto, mas foi derrotado pela França mais uma vez em uma jogada já conhecida, a bola aérea.

Mesmo com a vitória, as francesas se surpreenderam com as adversárias brasileiras, pois esperavam uma partida mais tranquila. O jogo só foi decidido no início do segundo tempo da prorrogação, com Henry desviando um cruzamento na área. Antes disso, no fim do primeiro tempo, Debinha teve a chance de marcar para o Brasil, quando entrou sozinha na área e desviou da goleira, mas a zagueira francesa salvou em cima da linha.

O que a Seleção Francesa encontrou foi um time concentrado, que soube se colocar diante de um rival forte e superou algumas de suas fragilidades. Para Marta, camisa 10 da Seleção Brasileira, "o jogo foi equilibrado, decidido em detalhes. Nossa equipe jogou com garra, sempre buscando resultado."

Apesar da derrota, a batalha contra a França foi ferrenha. A perda certamente é dolorosa, mas as jogadoras brasileiras saíram de campo sabendo que fizeram todo o possível e que levaram as anfitriãs da partida ao limite. O jogo pode marcar o fim de uma geração de atletas, como Marta, Formiga e Cristiane. A esperança e o talento restam nos pés de Debinha e Andressa Alves, por exemplo, para enfrentar a próxima Copa do Mundo com o peso da experiência daquelas que deixam a equipe.

Marta, sempre focada buscando jogadas rápidas. Foto: FIFAMarta, sempre focada buscando jogadas rápidas. Foto: FIFA

 

Marta - As palavras da camisa 10

Uma vencedora como a jogadora Marta está sempre pronta para seguir em frente, procurando o próximo desafio. "Foi uma ótima experiência para todos nós, agora é a hora de aproveitar essa exposição e fazer o futebol feminino ainda maior e melhor, a Copa do Mundo acabou para o Brasil, mas devemos continuar, no ano que vem temos os Jogos Olímpicos", observou a artilheira - entre homens e mulheres - do torneio. "Estamos muito gratos por todo o amor que veio do nosso país durante esta experiência", disse.

Ela ainda garantiu: "O Brasil recebeu o golpe, mas deixará a Copa do Mundo com a cabeça levantada". Essa é a imagem que Marta imagina quando pensa no equilíbrio do torneio. "Estou orgulhoso de nossa performance e do entusiasmo que demonstramos até o final, é a sensação que tenho, é o tipo de jogos que farão o futebol feminino crescer." E o futebol feminino irá crescer, com o talento das guerreiras da Seleção como um espelho.

Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários
Assista ao nosso último vídeo:
Inscreva-se no canal