Brasil vence a Itália e se classifica; adversário das oitavas ainda será definido

Seis vezes melhor do mundo, Marta ultrapassou o alemão Klose e é agora a maior artilheira da história das copas. Adversário das oitavas será Alemanha ou França.

Por Giovana Brasil
Compartilhe

Após vencer a Itália por 1 a 0 nesta terça-feira, a seleção brasileira se classificou para as oitavas de final da Copa do Mundo de futebol feminino. Marta, após o pênalti sofrido por Debinha, deu a vitória à Seleção Brasileira em Valenciennes, na França. Assim, a brasileira ultrapassou o alemão Miroslav Klose e se tornou a maior artilheira da história das Copas, incluindo masculino e feminino, com 17 gols.

Mesmo com a vitória, o Brasil terminou a primeira fase na terceira posição da chave, após a vitória por 4 a 1 da Austrália sobre a Jamaica, no duelo do Grupo C. Assim, a Seleção aguarda os últimos jogos da primeira fase para saber se enfrenta Alemanha ou França no primeiro mata-mata do torneio.

Primeiro Tempo

O Brasil começou o jogo sofrendo com as investidas italianas pelo lado direito da defesa, mas, aos poucos, passou a ocupar o campo de ataque. O melhor momento brasileiro na etapa inicial foi em uma sequência de quatro escanteios, em que Debinha quase marcou de letra, mas parou na goleira. Marta por pouco não fez um gol olímpico e Kathellen assustou de cabeça. O time de Vadão, porém, sofria com a falta de repertório ofensivo. O Brasil limitava-se a cruzar bolas buscando Cristiane, jogada que foi bem marcada. Controlando a metade final do primeiro tempo, a Itália esteve mais próxima do gol e chegou a marcar, logo anulado por impedimento de Girelli.

Segundo Tempo

A equipe verde amarelo iniciou o segundo tempo como terminou o primeiro: com dificuldade na articulação do jogo e cruzando muitas bolas na área. Ainda assim, com dificuldades, conseguia assustar em lances de bola parada. Em falta sofrida por Tamires, Andressinha marcou o travessão.

O Brasil já havia chegado bem novamente, em desvio de calcanhar de Bia Zaneratto, que passou de fininho na trave. Logo depois, Debinha arrancou bonito pela esquerda, entrou na área e foi parada pela zagueira italiana. A juíza viu pênalti, bem discutível. Marta, que não tinha nada com isso, bateu forte, cruzado, ultrapassou o alemão Klose e tornou-se a maior artilheira da história das Copas do Mundo incluindo homens e mulheres. Importante por si só, o gol ainda colocou o Brasil nas oitavas-de-final da Copa do Mundo.

Mesmo vencendo e terminando a primeira fase com 6 pontos, o Brasil ficou em terceiro lugar na chave, atrás da Itália, que mesmo perdendo e ficando nos 6 pontos teve saldo melhor que as brasileiras; e Austrália, que venceu a Jamaica por 4 x 1 e com mais gols marcados, acabou ficando em segundo lugar com os mesmos 6 pontos. Alemanha ou França serão as adversárias da próxima fase, confronto duríssimo para as brasileiras.

Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários
Assista ao nosso último vídeo:
Inscreva-se no canal