Classificados as quartas de final, Brasil tem a melhor defesa do Mundial, ao lado do Uruguai

"Eu considero o equilíbrio a característica mais forte. É a equipe que mais finalizar e talvez seja uma das que mais finalizam em direção ao gol. Nós marcamos por setor, não individualmente", diz o treinador Tite.

Por
Compartilhe

Depois de encarar um de seus maiores desafios nesta Copa do Mundo até agora – disputa contra o México pelas oitavas de final, a Seleção do Brasil a cada “barreira” ultrapassada ganha mais força e se torna assim, o grande favorito ao título, principalmente se precisar contar com sua defesa, que é quase “intransponível” neste Mundial.

Em quatro jogos até agora no “Mundial da Rússia”, a seleção brasileira teve muito pouco trabalho em seu sistema defensivo, uma vez que o goleiro Alisson teve apenas quatro bolas lançadas em sua direção neste torneio. As demais bolas lançadas em direção a área, 12 delas foram bloqueadas pelos laterais e zagueiros, que não deixaram a bola chegar até o goleiro brasileiro. Ao lado do Uruguai, o Brasil tem a defesa menos vazada da Copa.

Defesa do Brasil - uma das menos vazadas dessa Copa.Defesa do Brasil - uma das menos vazadas dessa Copa.

Após a estreia no torneio, onde a seleção empatou em 1 a 1 com a Suíça, ela conseguiu emendar três vitórias consecutivas pelo mesmo placar – 2 x 0. Evoluindo a cada partida, com a ajuda de seu setor defensivo, o Brasil chegou as quartas de final com apenas um gol sofrido, sendo apontada como uma das grandes favoritas ao título.

Como um dos pilares da boa campanha, o sistema defensivo viu a bola chegar ao goleiro Alisson – como já declaramos acima, apenas quatro vezes, sendo que destas, três foram defendidas e uma entrou. O que dá uma média de “uma finalização” por jogo, até aqui.

Já das 12 bolas que a defesa (zagueiros, laterais e ou volantes) conseguiu bloquear em direção ao seu gol; oito foram justamente contra o México. Mas não pense você que a defesa é somente os zagueiros e laterais – como também mencionei, mas sim os atacantes – isso mesmo, uma vez que o trabalho começa lá na frente, com Gabriel Jesus – muito criticado por não marcar gols, passando por Neymar, Coutinho e Willian, que recompõem o sistema defensivo muito rapidamente. Além dos atacantes, a defesa também conta com a proteção de Casemiro e Paulinho – os volantes e guardiões da zaga.

Brasil x México - 8 bolas chegaram ao gol brasileiro.Brasil x México - 8 bolas chegaram ao gol brasileiro.

Em sua última coletiva, o treinador Tite comentou sobre o equilíbrio da sua equipe, principalmente pela marcação, seja ela no ataque ou na defesa.

“Eu considero o equilíbrio a característica mais forte. É a equipe que mais finalizar e talvez seja uma das que mais finalizam em direção ao gol. Nós marcamos por setor, não individualmente. Não saímos correndo para marcar. Cada um de forma agressiva em seu setor, talvez seja por isso que bloqueamos tantas finalizações e cruzamentos. Obviamente que a sequência lógica de marcação é a nossa marca. Olhar a bola e depois o homem. É a forma que entendemos ser a melhor. Tem que apostar numa estratégia e treinar. Nós apostamos nessa”, declarou o técnico da seleção brasileira.

Comentários