Começamos a semana com alguns questionamentos a respeito da estreia do Brasil na Copa do Mundo da Rússia - estreia essa que veio com um empate em 1 x 1 diante da Suíça, no último domingo, em Rostov. O gol do Brasil saíu dos pés de Filippe Coutinho, que com um belíssimo chute, abriu o placar da partida - o gol de empate foi de Zuber, de cabeça, numa cobrança de escanteio da Suíça; lance esse que gerou algumas reclamações por parte do Brasil.

Primeiro:

Será que foi tão ruim assim o empate na estreia da seleção brasileira, diante da Suíça? Para muitos torcedores parece que sim, principalmente para os "apostadores", que esperavam uma goleada da seleção verde-amarela sobre uma seleção que por muitas vezes que disputou um Mundial, se quer passou para a segunda fase da competição - até aí podemos concordar, mas é só até aí, o Brasil poucou mostrou para saír com a vitória, com isso, o empate foi o resultado mais justo.

Segundo:

O Brasil; aqui falamos dos jogadores, mais uma vez pisaram no gramado acreditando que venceriam com naturalidade, uma vez que vinha de uma invencibilidade já de algumas partidas e se não me falhe a memória, sem levar gols a "sete" partidas, o que realmente dava um favoritismo para nossa seleção; porém, esqueceram que do outro lado, tinha uma seleção que também está disputando um Mundial e que em 2013 - a última vez que jogamos contra os suíços, o Brasil saiu derrotado de campo em partida amistosa - o placara aqui não vem ao caso, mas o que quero explicar é que em uma Copa do Mundo, o jogo muda, é outra história, é pra valer, são três pontos ou valendo uma classificação a próxima fase; assim sendo, o time tem que entrar com vontade de vencer, sem oba-oba, jogando, uma vez que partida ganha sem jogar, não existe.

Jogador da Suíça mesmo empurrando zagueiro brasileiro, consegue cabecear sozinho em direção ao gol do Brasil.

Terceiro:

E por fim, o que quase toda uma nação reclamou no apito final; "o árbitro validou um gol ilegal para a Suíça", será? Há quem vai dizer: "as imagens mostram um empurrão do jogador adversário em nosso zagueiro!" Perfeito, realmente existe um leve empurrão em Miranda na hora do lance por parte de Zuber - jogador da Suíça, que por fim, livre marcou o gol de empate para os suíços. Só que se for pego a imagem de dentro da área na hora do lance - como pode ser vista acima, você verá que o jogador suíço consegue - mesmo com um empurrão em Miranda, cabecear livre no meio de oito jogadores brasileiros, era só ele - de adversário, dentro da pequena área - área que por sinal deveria ser de domínio do goleiro. Então o que quero aqui explicar que mesmo com um "possível" erro da arbitragem, a nossa seleção deixou a partida empatar por erros próprios e bobos de marcação e não vale a reclamação que nosso treinador fez ou não fez, querendo fazer, ao final da partida. A seleção do Brasil se quiser vencer essa Copa do Mundo terá que jogar com a bola no pé, acreditando em cada lance, sem entrar em campo achando que a vitória virá a qualquer momento, visto que sem empenho, sem raça e sem vontade, não conseguirá, principalmente em uma Copa do Mundo, que está nivelada por baixo, uma vez que os resultados obtidos por grandes favoritas como a Argentina e a Alemanha, também foram em partes, adversos - a primeira mesmo com Messi em campo, no sábado, empatou em 1 a 1 com a Islândia que faz sua estreia em Copas; já a Alemanha, que vem para a Rússia defender o título conquistado em 2014, foi outra que acreditou que poderia vencer ao natural a seleção do México, só que se enganou, os mexicanos sim que entraram em campo determinados e conseguiram vencer a grande atual campeã, mesmo que por 1 a 0 neste último domingo e assim largaram em primeiro no seu grupo. Alemanha e México estão ao lado de Suécia e Coreia do Sul, no Grupo F.

Abaixo você poderá conferir os demais jogos que aconteceram no último final de semana e ainda ver a pontuação na tabela de classificação nesta primeira rodada da Copa do Mundo:

Copa do MundoFinal
15/07 - 12:00 - Luzhniki
FRA 4 x 2 CRO
Ver tabela completa