Estudo da FGV aponta Brasil, Espanha e Alemanha como favoritos na Copa 2018

As 3 seleções não devem ter dificuldades em classificar à segunda fase, segundo o estudo, com 100% de aproveitamento. Casas de apostas apontam o Brasil como favorito.

Por
Compartilhe

A Fundação Getúlio Vargas - FGV divulgou um estudo matemático com as probabilidades das seleções que podem vencer a Copa do Mundo de 2018, que inicia nesta sexta-feira, na Rússia. Brasil, Espanha e Alemanha têm, segundo os cálculos, maiores probabilidades de levar o torneio. França e Argentina aparecem na sequência, seguidos de Bélgica e Inglaterra.

"Neste ano, a seleção brasileira tem 21% de chances de ganhar a Copa do Mundo de 2018. Logo em seguida, vem a Espanha com 13% e em terceiro a atual campeã, a Alemanha, com 11%. Os números mostram que será um torneio muito equilibrado", explica o professor da FGV EMAp Moacyr Alvim, que coordenou o estudo com o professor Paulo Cezar Carvalho. A Escola de Matemática Aplicada (FGV EMAp) lançou também um site em que faz análises probabilísticas de todos os jogos da primeira fase do torneio, a partir da análise de gols marcados e sofridos em cada partida das 222 seleções filiadas à FIFA nos últimos quatro anos em mais de 1 milhão de simulações.

A partir desse modelo, os pesquisadores fizeram a comparação entre as seleções e realizaram simulações de possíveis resultados. A pretensão do estudo não é adivinhar o que vai acontecer na Copa, no entanto é razoável confiar que, na média, o modelo tenha um bom desempenho. O objetivo é enriquecer as discussões das rodas de amigos com argumentos baseados em números.

Brasil, Espanha e Alemanha são favoritos para levar a Copa 2018Brasil, Espanha e Alemanha são favoritos para levar a Copa 2018

Brasil

O estudo indica que o Brasil não deve ter dificuldades em chegar à segunda fase da Copa. Os comandados de Tite devem vencer as três partidas contra Suíça (1x0), Costa Rica (2x0) e Sérvia (2x0). Outras favoritas ao título mundial também não devem ter dificuldades: Alemanha, França e Argentina, segundo a análise, devem terminar a primeira fase também com 100% de aproveitamento. A Espanha deve terminar no primeiro lugar, mas é provável que empate com Portugal e lidere o grupo com 7 pontos. Essas seleções consideradas favoritas, somadas, têm mais de 50% de chances de chegarem ao título mundial em um cenário sem nenhuma surpresa.

"A gente dá uma probabilidade. Sabemos que o modelo não vai acertar em todos os casos. Há mais cenários em que o modelo vai errar do que acertar, mas o estudo traz os resultados sem surpresas", destaca o professor.

O professor da FGV EMAp assegura que a partir dos dados da força de ataque e defesa de cada equipe, foi possível simular o confronto entre as seleções. "É muito mais provável que o Brasil vença o seu primeiro jogo contra Suíça, mas pode ocorrer, com probabilidade baixa, a vitória da equipe europeia. As simulações capturam mais ou menos o que o nosso bom senso nos diz sobre o que é típico e o que é surpresa. Mas sabemos que no futebol os eventos atípicos não são tão raros assim. Na Copa de 2014 o Brasil também era favorito com 28% de chances de levar a taça e não ganhou. Aconteceu aquele jogo atípico na semifinal, e esquecemos que eram 72% de chance de não ganharmos o torneio. Esse ano, é maior: temos 79% de chance de não ficarmos em primeiro", destaca Moacyr.

Os cálculos mostram ainda os prováveis resultados da fase de grupos das seleções. A Argentina deve somar 9 pontos com três resultados idênticos: 1x0 sobre Islândia, Croácia e Nigéria. Já o Uruguai fará, segundo o estudo, 7 pontos na primeira fase, mesmo número de pontos que a Colômbia alcançará. Já o Peru somará apenas 3 pontos, tendo somente vitória contra a Austrália (1x0), perdendo para Dinamarca e França, segundo a FGV.

Casas de apostas

Já nas casas de apostas, Brasil e Alemanha aparecem empatados, pagando R$ 5,50 para cada R$ 1 apostado. Já a Espanha paga R$ 7,00 e a França paga R$ 7,50. A Argentina tem um bom retorno em caso de título: 10/1. E aí, quem leva essa Copa?

Casas de apostas fixam valores dos favoritos para Copa de 2018Casas de apostas fixam valores dos favoritos para Copa de 2018

Com informações da FGV

Comentários