11 craques fora da Copa do Mundo 2018

Quem são os craques do futebol que não conseguiram ajudar sua seleção a embarcar para a Copa do Mundo 2018 na Rússia?

Por
Compartilhe

O futebol é muito democrático nos clubes, mesmo havendo regras que restringem a quantidade de jogadores estrangeiros  - variando de país para país -, sempre temos jogadores sul-americanos atuando no Brasil, brasileiros na Europa e também vemos craques de bola, de países de menor expressão, se destacarem pelos principais clubes do mundo. Mas quando se trata de defender as cores de seus países, infelizmente, nem todos esses atletas conseguem a sorte de entrar em campo para disputar uma Copa do Mundo. 

Leia também:

A Copa do Mundo é logo ali, a estreia será no dia 14 de junho entre a anfitriã Rússia e Arábia Saudita, por isso, o Minha Torcida reúne agora uma lista com excelentes jogadores que não entrarão em campo na Copa. Confira:

Serge Aurier - Costa do Marfim

Aurier em ação pela Costa do MarfimAurier em ação pela Costa do Marfim

O jovem lateral marfinense, atualmente no Tottenham, também já defendeu o Paris Saint-Germain. Aos 24 anos, Aurier não terá - por ora - a oportunidade de jogar sua segunda Copa do Mundo.

A própria Costa do Marfim é nova em Copas, a primeira edição em que o país participou foi em 2006; o país caiu no chamado “Grupo da morte” com Argentina, Holanda e Sérvia e Montenegro. Mesmo com cinco dos grandes nomes do futebol no país (Emmanuel Aboué, Abdul Keita, Yaya Touré, Bonaventure Kalou e o maior deles, Didier drogba), a Costa do Marfim não passou da fase de grupos. Aliás, a seleção nunca passou desta fase.

Nas eliminatórias africanas para a Copa do Mundo, o jogo decisivo contra o Marrocos levou o adversário para a Copa, deixando a Costa do Marfim de fora pela primeira vez depois da estreia em 2006.

Edin Dzeko - Bósnia

Aos 31 anos, Dzeko não poderá defender sua seleção na Copa do Mundo da Rússia. A Bósnia e Herzegovina ficou na terceira posição da tabela, perdedo por dois pontos a chance de disputar a repescagem - a vaga ficou com a Grécia. Na campanha, a Bósnia fez ótimos resultados contra as seleções de menor expressão, como Estónia, Chipre e Gilbratar (chegou a vencer por 5-0 Gilbratar e Estónia), mas não teve o mesmo sucesso contra Grécia e Bélgica (perdeu de 4-3 e 4-0 para "a excelente" seleção da belga). Dzeko foi o artilheiro da seleção nas eliminatórias com cinco gols.

DzekoDzeko

Dzeko está marcado na história de seu país como a contratação mais cara de um jogador bósnio. Foi quando o Manchester City desembolsou £ 27,5 milhões (cerca de 31 milhões de euros) pelo, então, jogador do Wolfsburg. Na Alemanha, entre 2007 e 2011, Dzeko jogou 142 partidas e marcou 85 gols. Pelo City, Dzeko marcou 72 até 2016. Atualmente o atacante joga pelo Roma e é peça fundamental da equipe.

Henrikh Mkhitaryan - Armênia

Recém contratado junto ao Arsenal, Mkhitaryan chegou aos Gunners depois que o Manchester United - seu antigo clube - negociou com o Arsenal a transferência de Alexis Sanchez. O meia de 29 anos despontou no futebol jogando pelo Pyunik, onde marcou 35 gols em 87 jogos. Teve ainda uma passagem pelo Matalurh Zaporizhya antes de chegar ao Shakthtar Donetsk, em 2011 - onde marcou 44 gols em 106 partidas disputadas. O ótimo desempenho na Ucrânia levou Mkhitaryan para o Borussia Dortmund; por lá ele marcou 41 gols em 140 jogos.

De clube novo, mas fora da CopaDe clube novo, mas fora da Copa

Em 2016 o armênio foi negociado com o United, marcou 13 gols antes de ser envolvido na troca por Sanchez. 

Mkhitaryan é o maior goleador da seleção Armênia, por já disputou 67 jogos oficiais. A seleção armena, no entanto, foi mal nas eliminatórias para a Copa do Mundo da Rússia, ficou em 5º entre seis times que disputavam o Grupo E das eliminatórias europeias, acumulando sete derrotas.

David Alaba - Áustria

O lateral do Bayern de Munique, de 25 anos, terá de esperar uma próxima oportundiade de ajudar a seleção da Áustria a chegar numa Copa do Mundo. Nas eliminatórias europeias para 2018, a Áustria ficou na 4ª colocação, à frente apenas da Geórgia e Moldávia. A vaga direta na Copa da Rússia ficou com a Sérvia.

AlabaAlaba

No Bayern, Alaba está jogando desde 2010 e já fez mais de 280 partidas. O lateral já marcou 22 gols pelso Bávaros.

Bale - País de Gales

Uma das maiores contratações da história do futebol, vindo do Tottenham para o Real Madrid por 100 milhões de Euros, Bale é considerado um dos jogadores mais rápidos do futebol. Atualmente jogando pelo Real Madrid, Bale não conseguiu levar a seleção do País de Gales à Copa; eles ficaram em 3º no Grupo E, atrás da Irlanda e a Sérvia. Bale foi o artilheiro da seleção nas eliminatórias com quatro gols.

BaleBale

O estouro na carreira de Bale foi no Tottenham, entre 2007 e 2013, quando o galês disputou 206 partidas e marcou 58 gols. Ele foi contratado pelo Real Mdrid em 2013 por 100,8 milhões de euros - na época, o maior valor pago por um jogador de futebol. No Real, Bale já marcou 76 gols, mas atualmente se divide entre participações como titular e outras como reserva. 

Pela seleção, Bale tem 26 gols em 68 partidas disputadas.

Arturo Vidal - Chile

O volante do Bayern de Munique é um dos principais jogadores da seleção Chilena de futebol, mas sua carreira de sucesso começou muito antes disso, em 2005 no Colo-Colo. Pouco tempo depois, o jogador rumou para o Bayer Leverkusen, onde jogou 144 partidas e marcou 21 gols. O ótimo desempenho no clube alemão, levou o atleta para a Juventus. Na Itália, ele marcou 48 gols em 171 partidas. Já em 2015 veio a contratação por parte do Bayern de Munique. 

VidalVidal

Aos 30 anos, Vidal não poderá almejar um título da Copa do Mundo para o Chile neste ano, porque o Chile conseguiu ficar de fora das CINCO vagas disponíveis para times sulamericanos no mundial. Até a última partida, o Chile estava classificado, porém, a vitória da Argentina e três derrotas em cinco jogos para os chilenos, deixaram o país fora, inclusive, da repescagem.

Alexis Sanchez - Chile

Da mesma forma, o atacante Alexis Sanchez não poderá desfilar seu futebol pelos gramados da Rússia em 2018. O chileno recém foi contratado pelo Manchester United - com o maior salário do clube. 

SanchezSanchez

Atualmente com 29 anos, Sanchez começou a carreira o Cobreloa, em 2005. A qualidade técnica despertou o interesse da Udinese, que o contratou em 2006, onde jogou 122 jogos e marcou 21 gols. O estouro no Barcelona veio entre 2011 e 2014 com 141 partidas disputadas e 47 gols. Em 2014 ele foi contratado como astro no ataque o Arsenal e correspondeu marcando 80 gols. 

Pelo Chile, Sanchez já marcou 39 vezes em 118 partidas disputadas.

Aubameyang - Gabão

Pierre-Emerick Aubameyang é um jogador franco-gabonês que teve seu nome amplamente comentado no mundo após marcar mais de 141 gols pelo Borussia Dortmund. Hoje ele é novo reforço do Arsenal para o restante da temporada. O negócio foi firmado após o acordo entre as partes para a transferência de £ 57 milhões - cerca de 65 milhões de Euros. Esta é a maior contratação do clube inglês em sua história. Aubameyang tem 28 anos e estava no Borussia Dortmund desde 2011. O atacante de Gabão joga na seleção de seu país desde 2009, é o capitão e maior artilheiro da história.

AubameyangAubameyang

O Gabão nunca participou de uma Copa do Mundo. Nas eliminatórias para a Copa de 2018, Gabão estava no Grupo C, junto do Marrocos (classificado), Costa do Marfim e Mali. A Seleção teve apenas uma vitória contra a Costa do Marfim e Aubameyang terá de ver os jogos na televisão.

Giorgio Chiellini - Itália

Clássico zagueiro italiano, Chiellini, aos 33 anos, joga pela Juventus desde 2005 (mais de 452 jogos). Apesar de alto e aparentar ser desengonçado, ele já quebrou muitos galhos atuando como lateral-esquerdo. E sim, você está lendo e sacando que a Itália, tetracampeã do mundo, está fora da próxima Copa. 

ChielliniChiellini

O título mais recente da azzurro foi em 2006, derrotando a França, nos pênaltis, depois do empate em 1-1. Esta final ficou marcada pelo lamentável episódio da "cabeçada" de Zinedine Zidane no companheiro de Chiellini, o também zagueiro Materazzi. A Itália também venceu as copas de 1982, 1938 e 1934. No entanto, além de não conseguir se classificar para a Copa 2018 na Rússia, caiu na primeira fase nas Copas de 2014 (Brasil) e também em 2010 (Africa do Sul).

O desempenho dentro de campo de Chiellini pelo Livorino chamou a atenção do treinador da Seleção italiana em 2005 e também lhe rendeu uma transferência para a Juventus - onde joga até hoje. 

Na Copa do Mundo de 2014, Chiellini também protagonizou um momento bizarro como seu companheiro teve em 2006, Chiellini levou uma mordida de Luiz Suarez, durante a partida contra o Uruguai pelo Grupo D da Copa. Suarez recebeu uma punição de quatro meses pelo fato. 

A não presença na Copa de 2018 trouxe também o anúncio da aposentadoria de Chiellini da seleção.

Gianluigi Buffon - Itália

Da mesma forma, um dos melhores e mais vitoriosos goleiros da história do futebol, Buffon não terá a chance de jogar a Copa da Rússia, para o mal do futebol. Ele estava presente na magnífica campanha da seleção no título mundial em 2006 - na época, ficou cinco partidas sem tomar gols; aliás, durante toda a copa, Buffon tomou apenas dois gols. 

Para a Copa 2018, a Itália chegou a pegar uma repescagem para garantir-se em mais uma Copa, mas viu a Suécia vencer em casa e garantir a vaga com um empate sem gols no estádio San Siro, na Itália.

Buffon Buffon

Na carreira como jogador, Buffon vestiu a camisa de apenas dois clubes: Parma e Juventus. No Parma, entre 1995-2001, disputou 220 partidas. Já na Juventus desde 2001, Buffon já defendeu a meta italiana por mais de 630 jogos. Na seleção da Itália foram 175 partidas. Aos 40 anos, o craque do gol decidiu se aposentar da seleção, mas segue firme no gol da Juventus, onde, por muito pouco, não conquistou a Champions League em 2017 (único título que ele não possui). 

Arjen Robben - Holanda

Será uma tremenda pena não ver Arjen Robben cortando para o meio e batendo de perna esquerda para marcar mais um de seus golaços, na próxima Copa do Mundo. Nas eliminatórias, a Holanda chegou a se recuperar com três vitórias consecutivas nas últimas rodadas, mas ainda era necessário tirar uma diferença de oito gols de saldo e... não rolou. A vaga do Grupo A ficou com a França e a Suécia garantiu presença na Copa ao derrotar a Itália na repescagem.

RobbenRobben

Com a não classificação para Copa, Robben decidiu encerrar suas participações na seleção. Em 2010, Robben ajudou a Holanda a "bater na trave"; a Holanda ficou em segundo lugar depois de perder para a Espanha na final. A Holanda também ficou com o vice em 1974 e 1978. Em 2014, a Holanda liquidou com a moral brasileira depois do 7-1 da Alemanha, quando venceu o Brasil na disputa do terceiro lugar com placar de 3-0

A carreira de Robben começou no Groningen, em 2002 ele foi negociado com o PSV; passou por Chelsea e Real Madrid até ser negociado com o Bayern de Munique - onde está até hoje e jogou 274 partidas, marcando 134 gols.

Menção honrosa também para Robbie Van Persie, também holandês e autor de um lindo gol na última copa do mundo.

Van PersieVan Persie

A Copa do Mundo da Rússia 2018 começa no próximo dia  14 de junho, com o jogo entre Rússia x Arábia Saudita. 

Leia também:

Faltou algum jogador de expressão que não disputará a Copa do Mundo? Deixe sua sugestão nos comentários.

 

 

 

 

 

Comentários