Polêmica sobre pênalti não marcado a favor do Caxias diante do Botafogo pela primeira fase da Copa do Brasil envolvendo Washington acaba em demissão. O ex-jogador que vinha desempenhando a função de "diretor de desenvolvimento" da Confederação Brasileiro de Futebol foi demitido por telefone após exibir o lance de um possível pênalti para a comissão técnica do clube gaúcho.

Através de nota divulgada pela CBF nesta tarde de quinta-feira, a entidade informou que Washington não faz mais parte de sua equipe de dirigentes - cargo esse que exercia a pouco mais de 80 dias.

O então "dirigente" da CBF estava em viagem, no entanto, a CBF decidiu dar logo uma resposta a respeito desse assunto. Vale lembrar que Washington ocupava o lugar que antes era de Juninho Paulista - hoje coordenador da Seleção.

Washington é flagrado mostrando as imagens do lance não marcado pelo árbitro da partida entre Caxias x Botafogo.
Washington é flagrado mostrando as imagens do lance não marcado pelo árbitro da partida entre Caxias x Botafogo.

Veja abaixo a nota divulgada pela CBF em relação a dispensa de Washington:

"A Confederação Brasileira de Futebol - CBF informa que, em decorrência dos episódios registrados no jogo entre Caxias x Botafogo, válido pela Copa do Brasil realizado nesta quarta-feira - 05 de fevereiro, Washington Cerqueira foi desligado do cargo de "Diretor de Desenvolvimento" da entidade. A CBF agradece ao profissional pelos serviços prestados, reconhecendo suas inúmeras qualidades pessoais, sua capacidade como dirigente e sua grande trajetória como jogador".

Caxias x Botafogo

No confronto realizado em Caxias, os donos da casa reclamam de pênalti no final da primeira etapa não marcado pelo árbitro da partida. Em cruzamento de Gilmar, a bola bateu no braço de Marcelo Benevenuto dentro da área. Para o comentarista Sandro Meira Ricci - da Rede Globo, foi penalidade clara. Porém, o árbitro do duelo entre Caxias e Botafogo não entendeu desta forma, mandando a partida seguir; para revolta dos caxienses, que no final da partida cercaram o mesmo, onde um integrante da comissão técnica do Caxias atingiu Lucas Canetto Bellote com uma joelhada - motivo de repúdio pela direção do próprio clube gaúcho, que veio a público se desculpar pelo lance, mas o Caxias promete entrar com reclamação formal contra a arbitragem junto a CBF pelo pênalti não marcado a favor.