Inter vence o Cruzeiro no Mineirão e está a um passo da decisão da Copa do Brasil

Com a vitória, o Inter que receberá o Cruzeiro no jogo da volta no dia 4 de setembro, às 21h30, no Beira-Rio, garantirá sua classificação a grande final da Copa do Brasil com um empate; ao Cruzeiro restará a vitória.

Por Minha Torcida
Compartilhe

Que jogo foi esse! Cruzeiro x Internacional foi mais uma vez um grande duelo digno da grandeza das duas equipes, onde o Colorado que vive um momento fantástico na temporada conseguiu superar a força do time mineiro e sair na frente nos primeiros 90 minutos da semifinal da Copa do Brasil.

Sem a presença de D?Alessandro em campo - suspenso, o técnico do time gaúcho optou pela entrada de Rafael Sobis, que aberto pela esquerda também ajudou e muito a defesa de sua equipe, contendo os avanços de Orejuela. A partir desta contensão, o Internacional conseguiu realizar exatamente o planejado por seu comandante, onde a equipe soube muito bem suportar os minutos iniciais do Cruzeiro, que teve 70% de posse de bola nos primeiros 15 minutos.

Edenílson foi o autor do gol colorado.

Mesmo após a pressão inicial do time da casa, o Inter se manteve compacto no sistema defensivo, formando assim uma barreira intransponível em frente a área de Marcelo Lomba e a partir dai, começou a jogar e a ficar mais tempo com a posse da bola. Mesmo com um primeiro tempo sonolento, o time visitante criou as melhores chances, principalmente com Uendel, pela linha de fundo.

O início do segundo tempo não foi muito diferente da primeira etapa, com o Cruzeiro tentando novamente mandar na partida, porém, novamente parou no forte sistema defensivo do Inter. Lindoso que até o início da partida era dúvida atuou quase como um terceiro zagueiro, jogando próximo a Rodrigo Moledo e Víctor Cuesta, já pela direita, Bruno fechava a porta para as investidas de Pedro Rocha. A única grande chance do time da casa veio através de Henrique, de fora da área.

Patrick foi um dos melhores em campo pelo lado do Inter.

Mas o jogo estava voltando a se armar para o Colorado; com intensidade de Patrick e Edenílson, o time visitante encontrou espaço para escapar pelos lados. Odair Hellmann atencioso ao transcorrer da partida, percebeu que Nico López mais uma vez não estava bem em campo e em seu lugar promoveu a entrada de Wellington Silva pelo lado direito e aí foi o ponto da virada para o Colorado se encaixar de vez no primeiro duelo pela semifinal da Copa do Brasil, no Mineirão. Com o camisa 11 em campo, o Inter começou a encaixar os contra-ataques, até encontrar a chance perfeita para virar "merecedor" da vitória.

Aos 25 minutos da etapa complementar, Wellington Silva tabelou com Edenílson e saiu livre para obrigar o goleiro do Cruzeiro a operar o primeiro milagre na partida. Um minuto depois, Patrick serviu Paolo Guerrero; sim, ele estava em campo, dentro da pequena área, mas novamente Fábio foi fantástico salvando a Raposa em mais um milagre. No entanto, água mole em pedra dura, bate tanto, até que fura. Em uma cobrança de falta na intermediária, Guerrero cobrou quase com perfeição, porém, Fábio rebateu a bola, que sobrou livre para Edenílson empurrá-la para dentro do gol cruzeirense; gol do Inter.

Edenílson.

Com o placar adverso, o Cruzeiro até parece que melhorou e começou a pressionar o Inter em sua defesa, mas novamente parou na barreira intransponível formada por Odair Hellmann e assim o jogo foi até o apito final.

Com a vitória, o Inter que receberá o Cruzeiro no jogo da volta no dia 4 de setembro, às 21h30, no Beira-Rio, garantirá sua classificação a grande final da Copa do Brasil com um empate; ao Cruzeiro restará a vitória se quiser estar novamente na decisão da competição.

Esse jogou também selou o fim da trajetória de Mano Menezes a frente do comando técnico do Cruzeiro; mas isso falaremos em uma outra matéria.

Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários
Assista ao nosso último vídeo:
Inscreva-se no canal