Tite detona gramado da Arena em entrevista coletiva após vitória nos pênaltis sobre o Paraguai

O técnico da seleção brasileira disse que é "um absurdo jogar em alto estilo em um gramado com tantas dificuldades de tocar a bola", reclamando dos organizadores da competição.

Por Minha Torcida
Compartilhe

O Brasil venceu o Paraguai nos pênaltis pelas quartas de final da Copa América e se classificou para as semifinais da competição - isso quase todo mundo já sabe, mas o que poucos sabem é que o treinador da seleção brasileira - Tite parece que perdeu a paciência com o gramado da Arena Grêmio. Depois de evitar reclamar do mesmo na véspera do jogo diante dos paraguaios, o treinador em sua coletiva nesta quinta-feira a noite não poupou e meteu o "verbo" em relação às condições da grama do estádio gremista.

Tite - treinador da Seleção Brasileira.Tite - treinador da Seleção Brasileira.

"Em pelada de vez em quando, a gente vai jogar na grama sintética. E a bola fica pipocando. Eu vi o Renato Gaúcho falando sobre isso. Eu vou te dizer mais. É incontestável eu vir na segunda-feira aqui, olhar para o gramado e ver cinco pessoas trabalhando e uma delas de folga. Eu venho novamente na terça-feira, as mesmas cinco pessoas trabalhando e o gramado inteirinho prejudicado. Nos cobrem de acertos de passes e finalizações, é um direito, o treinador tem que responder. Mas cada um tem a sua responsabilidade. Me dêem condições de campo. Eu posso fazer trocas de passes quando tiver um gramado bom. Agora, eu posso falar e vou falar. É um absurdo jogar assim em alto estilo em um gramado com tantas dificuldades para tocar. A bola entra no pivô e tem que dar três toques para jogar. É um absurdo a qualidade deste gramado", esbravejou o comandante da seleção brasileira.

Não pensem que Tite se manteve calmo com o gramado da Arena após a coletiva, pois não. Indagado pelos repórteres após deixar a sala de entrevistas por alguns jornalistas de quanto o gramado atrapalhou, ele detonou a organização da competição, usando inclusive alguns palavrões para tentar explicar o tamanho do prejuízo por conta dos buracos no gramado.

Vale lembrar que pelas condições do gramado da Arena, a Conmebol proibiu as seleções de fazerem o reconhecimento do mesmo um dia antes, não permitindo que o Brasil e o Paraguai treinassem dentro do estádio.

Com a classificação, o Brasil agora aguarda o vencedor de Argentina e Venezuela para conhecer o seu adversário nas semifinais da Copa América-2019.

Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários
Assista ao nosso último vídeo:
Inscreva-se no canal