Suárez critica gramados da Copa América: "Não estão em bom estado"

Após o empate por 2x2 com o Japão, o atacante uruguaio destacou que, mesmo não sendo determinante para os resultados, o nível dos gramados da Copa América estão abaixo do esperado.

Por Talis Andrey de Mello
Compartilhe

Um dos principais jogadores da Copa América, o atacante uruguaio Luis Suárez deixou a Arena do Grêmio insatisfeito com o estado dos gramados da competição. Após o empate por 2x2 com o Japão, o jogador da Celeste declarou que o estado dos gramados da Copa América está abaixo do esperado pelos atletas:

- Obviamente que não é desculpa para uma equipe como a nossa. Mas os gramados dos estádios não estão em bom estado. Vimos o Maracanã, estava muito mal. Mas tem que se adaptar a essas situações - disse o atacante.

Até o momento, a seleção uruguaia atuou na Arena do Grêmio e no Mineirão. Entretanto, o atacante fez questão de lembrar também do Maracanã, onde o time encerra a sua participação na fase de grupos do torneio, contra o Chile, na próxima segunda-feira. 

Surez reclamou do estado dos gramados da Copa América. (Foto: Divulgação)
Suárez reclamou do estado dos gramados da Copa América. (Foto: Divulgação)

 Companheiro de Suárez, o meia Nicolás Lodeiro adotou um discurso semelhante. O meia ressaltou também que o estado do gramado não foi determinante para o desempenho e o resultado da seleção diante do Japão:

- Realmente não estava bom, mas não foi razão para o resultado - disse.

Além da seleção uruguaia, outras equipes já reclamaram do gramado precário. O principal alvo das críticas foi a Arena Fonte Nova, em Salvador. Argentina, Colômbia e Venezuela foram a público para criticar fortemente o estado do campo.

Antes da vitória colombiana sobre a Argentina por 2 a 0 em Salvador, as duas seleções evitaram fazer o reconhecimento do campo para preservá-lo. O mesmo ocorreu na Arena do Grêmio antes de Uruguai 2 x 2 Japão. Vale lembrar que o reconhecimento do gramado é algo praticamente obrigatório em competições oficias organizadas pela FIFA. 

Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários