Conmebol define volta do futebol com portões fechados. Sim, a entidade máxima do futebol na América do Sul que levará de volta as emoções da Libertadores da América para dentro do gramados a partir do próximo mês, anunciou que independentemente de haver ou não relaxamento de restrições em algum dos 10 países do continente nos próximos dois meses, os jogos de suas competições - seja ela a Libertadores ou a Copa Sul-Americana, as mesmas serão com portões fechados neste primeiro momento.

De acordo com as últimas informações do site "UOL", existe uma articulação por parte de clubes brasileiros para que seja permitido o acesso de torcedores em jogos a serem realizados em nosso país, com um limite entre 30% a 50% da capacidade dos estádios. Obviamente que isso depende da liberação por parte dos órgãos governamentais, mas sim, existe um movimento para levar o torcedor de volta para dentro dos estádios no Brasil.

Até o momento, o que se sabe é que essa permissão só se daria a partir de novembro deste ano e caso isso ocorra de forma antecipada, à entrada dos torcedores ou digamos, a volta dos mesmos aos estádios de futebol não se daria tão somente aos jogos organizados pela Conmebol, mas sim também para as competições nacionais - bem como a Copa do Brasil e Brasileirão. Claro que a entidade máxima do futebol sul-americano mesmo com o governo brasileiro permitindo o acesso dos torcedores aos estádios, poderá proibir a presença desses em seus jogos - aqui entendam Libertadores e Sul-Americana.

A medida a ser tomada pela Conmebol diz respeito a outros países sul-americanos, como Argentina e Uruguai que não tem qualquer previsão da volta desses torcedores aos seus estádios, entendendo assim que se permitir o acesso dos torcedores em jogos realizados no Brasil e não em outras praças, poderá haver um desequilíbrio técnico em suas competições, o que fatalmente geraria reclamações.

Deste modo não permitirá acesso algum; pelo menos na fase de grupos da Libertadores e na continuação da Sul-Americana. Já para as oitavas de final, a Conmebol reavaliará os protocolos com base na condição sanitária de cada país com relação à pandemia do novo Coronavírus, que ocorrerá em novembro, justamente quando o governo brasileiro estuda reabrir os portões dos estádios para os torcedores. Aguardemos!