Argentinos e uruguaios aprovam a volta das competições continentais; isso mesmo, a Conmebol conseguiu a liberação que faltavam dos dois países para a retomada de seus torneios.

A entidade máxima do futebol sul-americano comunicou nesta última terça-feira a decisão do governo argentino e deve confirmar a decisão dos uruguaios ainda nesta quarta-feira por motivos burocráticos: era feriado no dia de ontem no Uruguai e o documento que aprova o protocolo sanitário não havia até então sido enviado. Já o governo brasileiro deu seu aval no último dia 17, com algumas restrições feitas pela vigilância sanitária.

Vale lembrar que vôos comerciais entre os 10 países do continente ainda estão suspensos, no entanto, a Conmebol conseguiu uma liberação de cada país participante das competições (Libertadores e Sul-Americana) para que os clubes pudessem realizar o deslocamento e a consequente chegada ao local das partidas. Salientando que o limite máximo para cada time visitante permanecer no país que sediará determinado jogo, será de 72 horas.

Além disso, a Conmebol já avisou que os testes para o Coronavírus serão realizados constantemente - tanto em jogadores como também nos funcionários dos clubes participantes dos torneios aqui em questão.

A Taça Libertadores da América retornará aos gramados no próximo dia 15 de setembro, com quatro jogos (da fase de grupos), onde entre esses, dois terão a presença de times brasileiros: Santos x Olimpia e Jorge Wilstermann x Athletico. Já a Copa Sul-Americana retornará aos campos apenas no dia 27 de outubro.