Depois da Conmebol realizar uma reunião de seu conselho nesta última quarta-feira e declarar que não poderia dar uma data certa para o retorno do futebol - aqui falando de suas competições, em virtude de diferentes estágios da pandemia do novo Coronavírus nos países do continente, esses mesmos iniciam um pressão pela retomada do futebol entre os meses de julho a agosto, dizem diversos jornais da América.

A ESPN - Argentina, através de seu jornalista Inaki Goyeneche, declarou o seguinte sobre a situação no país.

"Aqui na última semana foi anunciado o fim da temporada e o cancelamento dos rebaixamentos, que favoreceram, entre outros, a Gimnasia. Por outro lado, existem muitos pedidos financeiros dos clubes e a AFA declarou que não há dinheiro. Ainda não há uma palavra sobre uma possível data de retorno. O presidente Aberto Fernández não falou de prazo, mas disse que o retorno ficará sem audiência por algum tempo. A AFA, obviamente, disse que os clubes estão quase prontos, mas, sendo objetivo, falam de um retorno para o final de julho".

Já na Colômbia, Oscar Ostos - editor do "Gol Caracol", fala o seguinte:

"O Campeonato Colombiano e a FCF entregaram um protocolo de saneamento, para procurar formas de solução, para poder voltar o futebol com portões fechados. Esse protocolo está sendo analisado pelo Ministério do Esporte e pelo Ministério da Saúde. Existe a expectativa de que provavelmente será jogável no final de julho".

Aqui do lado, no Uruguai, Pablo Benitez, do "El Observador" também comentou sobre a situação do esporte no país.

"O Futebol foi suspenso em 13 de março. O último anúncio oficial foi sobre a retomada dos treinamentos em julho e a volta do campeonato em agosto, se as condições sanitárias estiverem em vigor. Os jogadores estão desempregados - recebem um subsídio do estado. O salário mínimo de um jogador de futebol é de pouco mais de US$ 37 mil líquido e eles recebem 60% do estado. Alguns clubes complementam o pagamento".

Sede da Conmebol no Paraguai
Sede da Conmebol no Paraguai

Já pelos lados paraguaios, o futebol no país deverá ser retomado somente entre os meses de agosto e setembro, mesmo o país tendo até agora apenas 460 casos de COVID-19 confirmados e 10 óbitos.

Na Venezuela o futebol poderá ser retomado a partir do dia 5 de julho, com seus campeonatos sendo encerrado no dia 29 de novembro, no entanto, existe uma organização para que a temporada seja realizada somente em 2021, com 16 equipes.

No Equador, que tem mais de 30 mil casos de Coronavírus confirmados, com mais de 1600 óbitos, há um estudo para a retomada do futebol no final do mês de julho ou início de agosto.

Pelos lados da Bolívia e do Chile, ainda não existe nenhuma data definida para a retomada das atividades futebolísticas e esportivas.

Desta forma o futebol na América do Sul vai tomando seus contornos para uma possível retomada, que muito provavelmente deverá ocorrer somente entre os meses de agosto e setembro.