Ex-presidente da Conmebol morre após sofrer infarto no Paraguai

Falamos aqui de Nicolás Leoz, que aos 90 anos, faleceu nesta última quarta-feira após sofrer um infarto, segundo as informações da imprensa de Assunção, no Paraguai.

Por Minha Torcida
Compartilhe

Ex-presidente da Conmebol morre aos 90 anos. Falamos aqui de Nicolás Leoz, que nesta última quarta-feira faleceu após sofrer um infarto, segundo as informações da imprensa paraguaia. Internado no sanatório Migone - hospital de sua propriedade, em Assunção, o ex-presidente da entidade máxima do futebol na América do Sul estava com seu estado de saúde bastante debilitado devido a um linfoma cancerígeno detectado recentemente e por esse motivo não resistiu a um infarto.

Nicolás Leoz.

Nicoláz Leoz - ex-presidente da Conmebol que faleceu nesta última quarta-feira, aos 90 anos.

Leoz passou seus últimos dias de vida em prisão domiciliar no Paraguai por acusações em diversos crimes de corrupção no "Caso FIFA", descobertos em 2015, que resultou em prisões de vários membros importantes do mundo do futebol, entre eles da Conmebol e Concacaf.

Nicolás Leoz dá nome a um dos estádios mais importantes do Paraguai - sede do Libertad, onde foi presidente entre os anos de 1968 a 1971; chegou também à presidência da antiga Liga Paraguaia de Futebol, entre os anos de 1971 a 1986, quando assumiu então a presidência da Conmebol, permanecendo à frente desta até 2013.

Por influência do ex-dirigente e hoje falecido, a sede da Conmebol, em Luque - zona metropolitana de Assunção passou a ser considerado território diplomático, onde a polícia e o Ministério Público paraguaio não tinham acesso. Situação essa que mudou em 2016, após a deflagração do "Caso FIFA" e onde foram descobertos desvios de mais de US$ 129 milhões, levando a prisão de três ex-presidentes da entidade, entre eles Nicolás Leoz, Eugenio Figueredo e Juan Napout.

Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários
Assista ao nosso último vídeo:
Inscreva-se no canal