Através de uma nota publicada através de suas redes sociais, a entidade máxima do futebol sul-americano agradeceu ao Brasil, ao Presidente Jair Bolsonaro e a Confederação Brasileira de Futebol por "abrir as portas" do país para os jogos da Copa América.

Depois de Argentina e Colômbia desistirem de sediar os jogos do torneio em questão da pandemia da COVID-19, o Brasil se apresentou como país a receber a Copa América 2021.

Com isso, a Conmebol postou nesta manhã de segunda-feira em sua conta oficial no Twitter, a seguinte declaração:

"A Conmebol agradece ao presidente Jair Messias Bolsonaro e sua equipe, assim como a Confederação Brasileira de Futebol, por abrir as portas do país ao que hoje em dia é o evento esportivo mais seguro do mundo".

Entenda o caso da Copa América

Os jogos deste torneio organizado pela Conmebol estavam até então programados para serem disputados em dois países - na Argentina e na Colômbia, mas por protestos políticos e por conta da pandemia da COVID-19, ambos recuaram e desistiram de sediar os jogos aqui em questão.

Na verdade a Colômbia fora retirada como sede do torneio pela Conmebol na última semana, muito por conta dos protestos contra o governo do país, e neste último domingo, a entidade anunciou que a Argentina, castigada por uma nova onda da COVID-19, também seria retirada como sede dos jogos.

Desta forma, em busca de uma nova "casa" para organizar a Copa América a Conmebol antes de tomar alguma atitude mais drástica, como por exemplo, cancelar o torneio, foi atrás de um novo país a fim de sediar esses jogos e encontro no Brasil as portas abertas.

O calendário e os locais da Copa América no Brasil ainda serão divulgados no decorrer desta semana, a princípio deve seguir nos meses de junho a julho.