Conheça Hannah Schmitz, responsável pelas vitórias da RBR na F1 2022

Max Verstappen, da RBR venceu pela primeira vez no GP da Hungria, no circuito de Hungaroring. Entretanto, seus principais adversários, a Ferrari vem errando muito com suas estratégias. Além disso contam com a má fase de seus pilotos, o espanhol Carlos Sainz e o monegasco Charles Leclerc.

Conheça quem é os responsáveis pelas vitórias da RBR

Antes de mais nada, é difícil pontuar apenas um responsável pelas vitórias de uma equipe inteira. Os pilotos, sem os engenheiros, pit stops rápidos e os dirigentes no paddock não conseguiriam esses triunfos.

Contudo, a estrategista da Red Bull Racing, Hannah Schmitz têm feito um trabalho memorável ao longo da temporada. Mesmo com o carro da Ferrari sendo melhor, a RBR conquistou nove vitórias contra quatro da sua rival, em 13 corridas até o momento.

Assim, Schmitz é Mestre em Engenharia Mecânica na Universidade de Cambridge no Reino Unido, se juntou à equipe em 2009 como estagiária. Além disso, antes de integrar o time de estratégia da marca, atuava no setor de Modelação e Simulação de Engenharia.

Posteriormente, Ela atuou por uma década como engenheira sênior de estratégia, retornando em 2019 após licença-maternidade e assumindo em 2021 a chefia da área, na qual trabalha ao lado do chefe de estratégia de corrida Will Courtenay. Entre seus principais feitos da britânica está a estratégia vencedora de Verstappen no GP do Brasil de 2019 e os nove triunfos da equipe neste ano.

“Você não pode cometer muitos erros. Claro que é muito difícil estar sempre do lado certo, mas temos ótimos meninos e meninas na equipe. Hannah, nossa estrategista, estava incrivelmente calma. Sim, ela é muito boa. Vencer em uma pista como essa largando em décimo é muito bom. Sempre há algumas áreas em que poderíamos ter feito melhor. Mas no geral, é claro, estou muito feliz”, comentou o atual campeão mundial de Fórmula 1 sobre a importância de Hannah.

Mulheres na Fórmula 1

Consequentemente, a Fórmula 1 sempre foi um esporte elitizado e consequentemente com um teor mais ligada ao homem. Entretanto, a categoria máxima do automobilismo vem abrindo portas para fechar esse paradigma.

Recentemente, Alpine fez história promovendo um evento com a  primeira mulher a dirigir um F1 na Arábia Saudita. Abbi Pulling faz parte da academia de pilotos da Alpine, que investe na formação e treinamento de jovens talentos no esporte a motor. Ela irá competir na W Series nesta temporada.

Além disso, Angela Cullen é uma das mulheres mais famosas do padocck. Ela é preparadora do heptacampeão mundial da categoria, Lewis Hamilton. Decerto, a F1 caminha para que no futuro tenhamos mais mulheres não só no pit lane como também nas pistas.

Foto Destaque: Divulgação / F1

Olá, meu nome é Bruno Gabriel, tenho 21 anos e estudo Jornalismo na Universidade Metodista de São Paulo. Pretendo seguir na área de esportes, é um sonho desde criança. Espero [...]