Titular nos dois últimos jogos devido à lesão de Moisés, na lateral-esquerda, Uendel que ganhou um "voto" de confiança do treinador Eduardo Coudet - saiu em defesa do jogador após o confronto diante do Tolima, no estádio Beira-Rio, onde o atleta em questão foi bastante contestado antes e durante a partida.

Meia-hora antes do início do confronto pela "Pré-Libertadores" nesta última quarta-feira, o Inter anunciava a sua escalação nos altos falantes do Beira-Rio e a cada nome anunciado a torcida saudava com gritos e aplausos, só que na hora de anunciar Uendel, algumas vaias foram ouvidas no estádio. Além disso, o nome do atleta não foi saudado por uma das torcidas organizadas do clube.

Em sua entrevista coletiva pós-jogo, mesmo sem ter sido perguntado a respeito do que havia achado da atuação do lateral-esquerda, o treinador abriu uma exceção ao citá-lo em especial.

"Gostaria de ressaltar um caso particular. Uendel, que fez uma baita partida. Precisamos do reconhecimento das pessoas. Sei que é um jogador que vem sendo questionado, mas para nós é um jogador muito importante, um grande profissional, que se dedica dia a dia. Não gosto de falar de um caso pessoal, mas me parece importante nesse caso individual", elogiou Coudet.

E realmente, Uendel fez uma de suas melhores partidas com a camisa do Inter diante dos colombianos. Conseguindo tramar jogadas, principalmente com Boschilia, que joga pelo mesmo lado do campo. Além disso, foi muito seguro na defesa, tanto que as jogadas mais perigosas do Tolima partiram pelo lado direito do Colorado.

Classificado a fase de grupos da Libertadores, o Colorado fará a sua estreia na próxima semana, diante da Universidad Católica, no Beira-Rio, às 19h15, mas antes desse compromisso terá que virar a "chave" e voltar suas forças ao Campeonato Gaúcho, onde neste sábado encara o Caxias - na abertura do returno, no estádio Centenário, às 19h.

Uendel - lateral do Internacional.
Uendel - lateral do Internacional.