Mesmo ainda não tendo assinado o novo contrato com validade por mais uma temporada, Andrés D’Alessandro faz a festa da torcida colorada, neste final de ano! Movido a novos desafios a cada nova temporada, o "camisa 10" do Inter irá para a sua 12ª temporada no clube (se confirmar a renovação, claro; salientando que o Peñarol surgiu como possível destino do craque argentino, no entanto ainda não apresentou nenhuma oferta oficial) e com isso, irá atrás de mais uma marca significativa: tornar-se no segundo jogador que mais vezes defendeu as cores do Sport Club Internacional.

Se D’Ales realmente confirmar seu novo compromisso com o Colorado, com certeza ele ficará apenas atrás de Valdomiro, que vestiu a camisa do Inter em jogos oficiais por 803 vezes. Ainda na segunda colocação aparece Bibiano Pontes - zagueiro dos anos 60 e 70 que entrou em campo pelo time gaúcho em 523 oportunidades e logo atrás, claro, vêm ele, o argentino D’Alessandro, com 474 jogos até aqui.

Andrés D
Andrés D'Alessandro - camisa 10 do Internacional.

É isso mesmo que você pode perceber, o atual camisa 10 colorado está a 50 jogos de se tornar no segundo jogador que mais vestiu o "manto vermelho". O Internacional na próxima temporada terá 70 jogos - se avançar nas competições que disputará em 2020 (Libertadores, Brasileirão, Copa do Brasil e Gauchão); o que dá margem suficiente para o meia-argentino chegar ao segundo lugar no ranking já acima citado nesta matéria.

No entanto, para isso o "camisa 10" na próxima temporada terá que superar seus 46 jogos disputados neste ano e chegar próxima a marca de 2017, quando disputou 52 partidas na ocasião - sua melhor marca pelo Inter foi em 2013, com 58 jogos em uma só temporada. Além da marca de jogos, o argentino em 2020 poderá atingir outra marca com a camisa do Colorado - a marca de 100 gols, uma vez que ele já conta atualmente com 92 gols marcados pelo clube gaúcho.

Também para atingir essa marca, D’Ale terá que se manter longe de confusões - principalmente com a arbitragem, uma vez que ele deverá receber tratamento especial de Eduardo Coudet, para assim potencializar suas virtudes e evitar desgastes. Só tem um "problema" em tudo isso - falta o mais importante para ele e para seus fãs colorados - a assinatura da renovação, o que deverá ocorrer somente na reapresentação do elenco para 2020, no dia 08 de janeiros; isso se ele não resolver ir embora; lembrando que logo no início desta matéria informamos que o Peñarol - do Uruguai sinaliza apresentar uma proposta pelo "gringo" e isso poderá complicar a sua renovação, ou seja, aqui se inicia uma nova "novela" e cenas dos próximos capítulos ainda virão pela frente - aguardemos!

Em sua coletiva após o jogo beneficente "Lance de Craque", promovido por ele próprio no último sábado, no Beira-Rio, ele declarou o seguinte:

"Não dá para fazer mistério. Está tudo aí, encaminhado. Mas funcionário precisa ter um contrato, ele ainda não foi assinado. São detalhes que separam. Me apresento dia 8, se Deus quiser, mas falta a assinatura. Minha permanência não depende disso, como nunca dependeu da grana. Há vontade e desejo (de ficar)", disse ele.