Representante de Guerrero nega declarações de que jogador "iria feliz" para o Boca

Segundo informações de uma rádio argentina, o advogado e representante do jogador peruano declarou que Guerrero "iria feliz" para o Boca Juniors, porém, o clube argentino teria que pagar a multa rescisória.

Por Minha Torcida
Compartilhe

Com o final do ano se aproximando e consequentemente com a janela de transferências se abrindo, muitos jogadores passam a serem especulados e não seria diferente com Paolo Guerrero - atacante do Sport Club Internacional, que é visto como possível reforço do Boca Juniors.

No entanto, o nome da pessoa dada como "empresário" do atleta peruano, é na verdade seu advogado e esse mesmo nega qualquer negociação com os "Xeineses" no momento.

Estamos falando de Francesco Balbi, que através de uma nota publicada nesta última sexta-feira, nega ter dado entrevista a rádio "Villa Trinidad" da Argentina e que Guerrero tenha participado da mesma.

Paolo Guerrero - atacante do Internacional.
Paolo Guerrero - atacante do Internacional.

Mas no site do programa "Super Deportivo" da emissora acima citada, traz que o advogado aqui já citado e "representante" de Paolo Guerrero teria declarado que seria necessário antes de tudo quitar uma multa de US$ 4,5 milhões com o Inter para levar o jogador para Buenos Aires - sem a quitação desta multa seria impossível.

"Ao Paolo encantaria jogar na Argentina e, sobretudo no Boca, mas sua saída tem um custo de US$ 4,5 milhões e é impossível sair sem isso. Paolo tem um certo carinho a um ex-jogador que ambos conhecem bem (Juan Roman Riquelme). Ele está esperando que passem as eleições para que sentem e negociem de uma maneira mais definitiva. Ele seria feliz de ir ao Boca, mas tem que esperar", teria declarado Balbi a referida emissora - algo que posteriormente veio a negar através de nota oficial, conforme publicada parte desta abaixo:

"De nossa consideração,

Esta comunicação refere-se a uma suposta entrevista na mídia que teve um impacto sobre Argentina, Brasil e Peru. A partir disso, devo expressar que nunca fiz nenhuma declaração,e, como conseqüência, não me anunciei como representante do Sr. José Paolo Guerrero Gonzales. Além disso, atualmente, o relacionamento resultante entre Paolo, seu representante e minha pessoa, é apenas de amizade, mas não mantém nenhum vínculo profissional em vigor", comunicou Francesco Balbi.

Já pelos lados do Colorado, a direção do clube brasileiro nega qualquer tipo de contato com o clube argentino pelo atacante e diz que o contrato de Guerrero com o Inter é válido até 2022.

Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários
Assista ao nosso último vídeo:
Inscreva-se no canal