Na estreia de Zé Ricardo, Inter já mostra outra postura em campo ao derrotar o Bahia na Fonte Nova

Em estreia de Zé Ricado no comando técnico do Inter, Paolo Guerrero desencanta e marca dois gols na vitória por 3 a 2 sobre o Bahia, pela 28ª rodada do Brasileirão.

Por Müller
Compartilhe

Com outra cara, com outra postura, o Internacional voltou a vencer no Campeonato Brasileiro - Série A-2019. Na estreia de Zé Ricardo no comando técnico do time colorado, o mesmo foi mais ofensivo na Fonte Nova e com isso consegue uma vitória importante sobre o Bahia por 3 a 2, na 28ª rodada do torneio.

Mesmo sabendo que foi somente a estreia de Zé Ricardo a frente do Inter, podemos dizer que ele cumpriu com que prometeu, dando ao colorado uma nova cara. A sua equipe teve outra atitude em campo, com mais ofensividade e com os homens de trás não deixando Paolo Guerrero isolado.

Com a defesa, meio de campo e ataque em harmonia, funcionando e se interligando, o time de Zé Ricardo foi mais agressivo e soube se impor mesmo longe do Beira-Rio, na vitória por 3 a 2 sobre o Bahia em Salvador, na noite do último sábado.

O colorado mostrou outra atitude diante dos baianos, com uma postura mais agressiva.
O colorado mostrou outra atitude diante dos baianos, com uma postura mais agressiva.

Escolhido para comandar a equipe do Internacional nas últimas rodada do Campeonato Brasileiro, o novo comandante técnico que chegou na semana passada no Beira-Rio; com apenas três dias de trabalho já mostrou que pode sim levar esse time ao objetivo final nesta temporada - que é a classificação a Libertadores de 2020; seja ela de forma direta ou indireta.

Em sua primeira partida no comando do colorado, Zé Ricardo após a mesma evitou criticar o seu antecessor, onde ele fez questão de elogiar o trabalho de Odair Hellmann. No entanto, ele deixou bem claro que a partir de agora quem comanda a equipe é ele, destacando o novo esquema por ele implantado ao Inter; saindo o 4-1-4-1 e entrando o 4-2-3-1. Assim como também fez Rodrigo Caetano - dirigente colorado.

"Sem dúvidas que foi um cenário, digamos, que quase perfeito. Principalmente pela performance da equipe. Desde o início do jogo, diante de uma equipe bem montado pelo Roger... Tivemos maturidade suficiente, organização para vencer o jogo. Merecíamos sair com a vitória já no primeiro tempo. Os jogadores estão de parabéns. Colocaram em prática o que o Zé Ricardo buscou nos treinamentos", declarou o executivo de futebol - Rodrigo Caetano.

O Inter tinha como principal meta com seu novo comandante técnico abandonar aquele estilo mais conservador utilizado até a chegada de Zé Ricardo - principalmente fora de casa e foi isso que o Inter tratou de mostrar logo de cara, se posicionando mais a frente, dentro do campo de defesa de seu adversário, forçando esse ao erro; conseguindo assim o seu primeiro gol com Guilherme Parede - na etapa complementar, onde o atacante colorado aproveitou um vacilo de Nino Paraíba para abrir o placar para os visitantes. Os outros dois gols do Inter foram marcados por Paolo Guerrero, que vinha de uma seca de sete partidas sem marcar e muito disso pelo isolamento em meio aos defensores rivais.

"Entendi que devíamos jogar mais próximo ao Guerrero. Subiremos a marcação e compactaremos a equipe. Fazer o jogo de pivô, mas também aproveitar a velocidade dos nossos homens de área", declarou Zé Ricardo ainda antes do início da partida.

Paolo Guerrero foi novamente fundamental para a vitória do Inter - marcando dois gols diante do Bahia.
Paolo Guerrero foi novamente fundamental para a vitória do Inter - marcando dois gols diante do Bahia.

"Desde o primeiro contato com a direção do Inter, essa sempre foi a ideia (jogar mais próximo a Guerrero). O Paolo é um artilheiro de nível internacional. Você não pode duvidar de nada. Teve uma participação muito boa, não só pelos gols. A equipe foi toda concentrada. Como um artilheiro que ele é isso dá confiança ao jogar", comentou Zé Ricardo agora em sua coletiva pós-jogo.

Mesmo com uma boa largada sob o seu comando, Zé sabe que ainda há erros a serem corrigidos, visto que o setor defensivo mostrou fragilidade diante do Bahia. Porém, com erros e acerto, o Colorado vibra com os três pontos obtidos sobre um rival direto a uma vaga ao G-6 ou G-4 - que dá classificação a Libertadores de 2020.

Depois do Bahia, o time de Zé Ricardo terá outra dura batalha pela frente, na próxima quinta-feira, onde encara o Athletico no Beira-Rio, precisando mais uma vez - agora diante da sua torcida, mostra que com o novo treinador o Inter mudou a sua cara de jogar nesta reta final de Campeonato Brasileiro. O duelo entre gaúcho e paranaense será nesta quinta-feira, às 21h30, em Porto Alegre.

Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários
Assista ao nosso último vídeo:
Inscreva-se no canal