Depois de ser um dos jogadores mais queridos pelo torcedor colorado, Edenilson viu seu prestígio junto à torcida do Inter ir do "Céu ao Inferno" com a perca do título da Copa do Brasil, na última semana; sentindo isso neste domingo, quando junto com o técnico Odair Hellmann e outros jogadores do elenco, ao serem anunciados nos auto-falantes do Beira-Rio, teve seu nome vaiado pelos torcedores presentes ao estádio.

Edenilson passou a ser "odiado" pelo torcedor colorado depois do lance que originou o segundo gol do Athletico na vitória por 2 a 1 sobre o Inter - gol esse que carimbou de vez o título do Furacão na Copa do Brasil, onde ele e Rafael Sobis ao serem driblado por Cirino, parecem ter desistido da jogado e deixaram o atacante partir para dentro da pequena área colorada.

Preferencialmente o jogador preferiu o silêncio, mas devida a estrondosa vaia dos poucos torcedores que compareceram ao jogo diante da Chapecoense, no Beira-Rio, neste último domingo, o meio campista decidiu se manifesta, declarando que "jamais abandonou o lance", pelo qual foi duramente criticado.

No início da noite deste último domingo, o camisa 8 do Inter através de sua conta oficial no Instagram, publicou um texto, onde admite que havia escolhido o silêncio, mas devido a repercussão do lance, resolveu se manifestar, declarando que jamais desistiu do lance, acreditando que havia mais jogadores no mesmo e por esse motivo saiu em direção ao meio de campo esperando por um contra-ataque.

"Boa tarde, em virtude dos muitos pedidos venho me pronunciar. Poderia me calar e sumir como tentei fazer nos últimos dias, para tentar esquecer tudo que passou nos últimos + ou - 15 dias onde literalmente do último lance diante da equipe do Cruzeiro até o último lance contra o Athletico, fui do céu ao inferno. Realmente desde o meu primeiro jogo aqui senti o carinho e o afeto do torcedor e justamente por isso estou aqui, tenho pouco mais de 100 jogos aqui, muitas derrotas, muitas vitórias, muitas alegrias e muitas tristezas" conta um trecho de seu depoimento na rede social.

Onde ele termina o texto descrevendo o seguinte:

"Posso conviver com a dor de ter sido incompetente, mas não com o sentimento de desistência que jamais existiu. Infelizmente foi uma grande trajetória que sem o título não valeu nada", encerra.

Depois do duelo diante da Chapecoense, Edenilson e Cia terão nova oportunidade para buscar de volta a confiança do torcedor colorado, quando nesta quarta-feira, o Inter terá mais uma oportunidade para mostrar o seu valor, agora contra o Flamengo, no Maracanã, às 21h30, em partida válida pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Essa partida será importante para o Inter, pois é um duelo direto pelos primeiros lugares no Campeonato Brasileiro - lembrando que o Flamengo está a nove pontos do Inter, na liderança da competição. Se vencer essa partida, derruba a diferença para apenas seis pontos.

Veja abaixo o lance: