Com um ano e nove meses a frente do Internacional, Odair fará sua estreia em finais nacionais

O primeiro jogo da decisão será nesta quarta-feira, na Arena da Baixada, em Curitiba, às 21h30 – a grande final está marcada para o dia 18 de setembro, também conhecida como a próxima quarta-feira, no Beira-Rio, no mesmo horário.

Por Minha Torcida
Compartilhe

Depois de um ano e nove meses a frente do comando técnico do Colorado, Odair Hellmann finalmente fará a sua estreia em finais nacionais. Com um bom trabalho desde que assumiu a função de forma definitiva, o técnico de 41 anos persegue o seu primeiro título pelo clube gaúcho e terá a primeira grande chance diante do Athletico, pela Copa do Brasil.

O primeiro jogo da decisão será nesta quarta-feira, na Arena da Baixada, em Curitiba, às 21h30 - a grande final está marcada para o dia 18 de setembro, também conhecida como a próxima quarta-feira, no Beira-Rio, no mesmo horário.

Neste período a frente do Inter, Hellmann se prepara para o seu 12º jogo de mata-mata, sendo que em 11 jogos deste tipo até aqui, o Colorado se deu bem em sete, perdendo em apenas quatro.

Odair Hellmann.

Em sua entrevista coletiva antes de partir para Curitiba, nesta última segunda-feira, ao ser perguntando de como estava para o jogo diante do Athletico, o técnico do Inter respondeu o seguinte:

"Muito remédio para dor de cabeça e para dormir. Aí tem bastante leveza", brincou ele.

Sem ainda ter conquistado um título se quer, em sua carreira como treinador, Hellmann conta com vitórias expressivas em mata-matas nesta temporada: a primeira pela Libertadores, quando eliminou o Nacional com duas vitórias nas oitavas de final da competição, as demais pela Copa do Brasil (Paysandu, na estreia; Palmeiras nas quartas e Cruzeiro nas semifinais), a qual começa a decidir nesta quarta-feira.

Diante do Athletico no primeiro duelo da final, em Curitiba, o técnico deverá mandar a campo praticamente a mesma equipe que eliminou o Cruzeiro, na última semana, com: Marcelo Lomba; Bruno, Moledo, Cuesta e Uendel; Lindoso, Edenílson, Patrick, D’Alessandro e Nico López; Paolo Guerrero.

Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários
Assista ao nosso último vídeo:
Inscreva-se no canal