Paolo Guerrero fala sobre o pedido de dispensa da Seleção Peruana e do jogo contra o Flamengo

Com foco total nas quartas de final da Libertadores e vivendo uma ambiente de “remontada” diante do Flamengo, nesta quarta-feira, Guerrero se manifestou pela primeira vez sobre o seu pedido feito a Gareca para ficar de fora da convocação da seleção.

Por Minha Torcida
Compartilhe

De fora dos amistosos de setembro de sua seleção, Paolo Guerrero foi o escolhido para dar a entrevista coletiva nesta última segunda-feira no Sport Club Internacional, onde comentou sobre o episódio do pedido de dispensa e também sobre o jogo diante do Flamengo, nesta próxima quarta-feira, onde promete dar a "vida" ao Colorado.

Com foco total nas quartas de final da Libertadores e vivendo uma ambiente de "remontada" diante do Flamengo, nesta quarta-feira, no Beira-Rio, Guerrero se manifestou pela primeira vez sobre o seu pedido feito a Gareca para ficar de fora da convocação da Seleção Peruana, onde ele quer estar na semifinal da Copa do Brasil defendendo o Colorado diante do Cruzeiro.

Paolo Guerrero.

Para Guerrero, o pedido feito ao treinador da seleção de seu país para ficar de fora dos amistosos de setembro servirá para retribuir o carinho e a confiança depositados pelo Inter nos últimos meses de suspensão por doping. No entanto ele também disse que a prioridade sempre será a seleção, mas nessa situação ele não tinha outro caminho a não ser pedir a dispensa - dispensa essa que foi muito criticada pelo gerente desportivo da Federação Peruana de Futebol - Juan Carlos Oblitas, em entrevista a rádio "RPP Notícias".

"A minha prioridade sempre vai ser a minha seleção; vou dar a vida por ela. Pelo time, também. Falei com Gareca que gostaria de ficar para esses dois jogos. Ele não estava de acordo. Eu sempre quero ajudar meu país. Dessa vez, eu pedi para não ser convocado para jogar essas partidas que são muito importantes. Mais ainda pelo que o clube fez por mim. O Inter me esperou em um momento difícil para mim. E eu tenho que ser agradecido ao clube pelo que ele me apoiou. Eu pedi para o professor não me convocar. E se for convocado, pelo menos estar na semifinal da Copa do Brasil. Ele não achou sentido nenhum e tomou a decisão de não ser convocado para esses dois jogos", declarou o atacante peruano.

Sobre o Flamengo, Paolo Guerrero disse que dará a vida para reverter a derrota por 2 a 0 no Maracanã e com isso avançar as semifinais da Libertadores.

"Torcedores estão acostumado com nossa intensidade, nossa pegada. Não temos que mostrar nada para ninguém. Temos que fazer nosso jogo de sempre. Temos que botar intensidade, criar chances e fazer gols. Mais um jogo onde é importante, jogo das nossas vidas, porque é o principal adversário nosso. Está no mesmo patamar que a gente. Precisamos mostrar nossa força dentro do Beira-Rio. Nosso time está preparado. Nosso foco é muito alto. É importante se manter assim. Estamos focados e com muita ansiedade pela partida", completou.

Inter x Flamengo farão o duelo da volta pelas quartas de final da Libertadores, nesta quarta-feira, às 21h30, no estádio Beira-Rio. O Rubro-Negro chega a Porto Alegre com a vantagem obtida no Maracanã, onde venceu o primeiro confronto entre as duas equipes pelo placar de 2 a 0, assim sendo, pode perder por 1 a 0 que estará na próxima fase da competição; um 2 a 0 para o Inter levará a partida para os pênaltis; 3 a 0 dá Inter, porém, um gol do Flamengo obrigará o Colorado a marcar mais um gol, ou seja, se o time carioca marcar um gol, o time gaúcho será obrigado a vencer a partida por 4 x 1 se quiser passar de fase - pelo gol qualificado existente nesta fase de mata-mata da Libertadores.

O estádio Beira-Rio estará lotado, visto que a torcida do Inter esgotou os ingressos acreditando sim, numa virada sobre a equipe do Flamengo. Promessa de um grande confronto!

Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários
Assista ao nosso último vídeo:
Inscreva-se no canal