Estudo realizado pelo Observatório de Futebol do Centro Internacional de Estudos do Esporte - CIES Football Observatory; apresentou nesta semana dados sobre os clubes que mais gastaram para montar seus elencos para a nova temporada no futebol europeu.

Manchester City

Entre os 10 mais, o Manchester City até aqui foi o clube das cinco principais ligas europeias que mais gastou para montar seu elenco; salientando que esse estudo não leva em consideração as quantias gastas em salários.

O time comandado por Pep Guardiola investiu 1.036 bilhões de euros - algo em torno de R$ 6.775 bilhões para contar com seus jogadores atuais; valor esse muito superior ao segundo clube da lista, o Paris Saint-Germain, que gastou 888 milhões de euros - R$ 5.79 milhões, onde fechado o "TOP 3" aparece o Manchester United, com gasto de 844 milhões de euros - R$ 5.51 bilhões.

Bayern de Munique

Times da Premier League dominam essa lista, com seis entre os dez primeiros, onde além desses, também estão: Barcelona, Real Madrid e Juventus. Para se ter uma noção de quanto esses clubes investiram com reforços para a temporada 2020/2021, o atual campeão da Champions League nem mesmo aparece nesta lista, tendo o Bayern de Munique gasto "apenas" 408 milhões de euros - R$ 2.668 bilhões para reformular seu elenco, o que o deixa na 15ª colocação geral deste ranking.

Confira abaixo o ranking dos 10 times que mais gastaram em reforços para a temporada 2020/2021:

1º - Manchester City: 1.036 bilhões de euros

2º - Paris Saint-Germain: 888 milhões de euros

3º - Manchester United: 844 milhões de euros

4º - Barcelona: 826 milhões de euros

5º - Chelsea: 763 milhões de euros

6º - Real Madrid: 708 milhões de euros

7º - Liverpool: 666 milhões de euros

8º - Juventus: 594 milhões de euros

9º - Arsenal: 590 milhões de euros

10º - Everton: 504 milhões de euros