Abel Braga diz ter sido procurado pelo Atlético-MG para assumir o comando técnico do time

A demissão de Róger Machado a frente do Atlético-MG, nesta última quinta-feira, continua repercutindo.

Por
Compartilhe

Com a saída do treinador gaúcho, as especulações de quem assumiria o comando técnico do Galo, estava grande; nome com o de Abel Braga, atual treinador do Fluminense, chegou a aparecer em listas de possíveis nomes que interessavam ao clube mineiro.

O próprio Abel Braga, que já teve uma curta passagem pelo Atlético, em 2001, quando permaneceu no cargo por apenas quatro meses, confirmou que a “amigos” ligados ao Galo Mineiro havia o procurado logo após o empate em 1 a 1, entre Fluminense e Cruzeiro, no Rio de Janeiro.

Abel revelou que a consulta foi feita por “amigos”. “Eles tentaram, mas já sabiam da minha posição. Tenho um contrato a cumprir com o Fluminense, quem sabe seja por essa minha conduta, que as pessoas falam que eu tenho mercado. Nós lamentamos muito e eu como treinador, ainda mais a saída de um colega em meio ao negócio; a reta final de Copa do Brasil, Libertadores, possibilidade de passar”.

Na coletiva depois do jogo, Abelão ainda lembrou-se de sua curta passagem pelo Atlético, em 2001, quando comandou a equipe por apenas 24 jogos, sendo destes, 12 vitórias, 8 empates e 4 derrotas. Na época, quem presidia o Galo Mineiro, era o então presidente Nélio Brant, que meses depois renunciaria ao cargo, assim Abel foi demitido, após a eliminação na Copa do Brasil para o Goiás.

Abel BragaAbel Braga

“O Atlético Mineiro é um grande clube, trabalhei lá por um tempo, no período que fiquei no comando, havia subido 14 ou 15 jovens, não lembro certo. Nélio Brant era o presidente; trabalhava-se sem dinheiro, após minha saída não tive mais chances de voltar. Pra mim isso tudo é normal, como hoje recebo essa proposta, já deixei de trabalhar em times grandes de São Paulo por estar empregado na época, não tinha como romper com o contrato, eu estava nos Emirados Árabes. Quero aqui agradecer, mas vou continuar o meu trabalho no Fluminense, lamento a saída do colega, o Galo é um grande clube, tem um grande time, grandes profissionais, eles vão achar aquilo que é de melhor para o clube, mas não estou disponível no momento. Isso mexe muito comigo, até porque o contato foi feito por amigos”, disse Abel.

Assim sendo, com o “não” de Abel Braga, a vaga deixada aberta por Róger Machado, foi ocupada por Rogério Micale, Campeão Olímpico pela Seleção Brasileira, que assumirá o comando técnico do Galo na próxima segunda-feira.

Comentários