O clube celeste de Minas Gerais renovou seu patrocínio máster por mais uma temporada. Segundo a direção do Cruzeiro, o clube entrou em um acordo com a diretoria da "Caixa" e assim chegaram a um consenso para a renovação do vínculo.

Sem sucesso nas negociações, uma vez que a direção do clube celeste tentou elevar a cota financeira, teve mesmo que se contentar com os atuais valores. O Cruzeiro irá continuar com os mesmos valores de 2017, ou seja, irá continuar a receber da Caixa cerca de R$ 12,5 milhões por ano, mais bonificação por objetivos alcançados durante a temporada.

De acordo com Divino Alves de Lima - Diretor Financeiro do Cruzeiro, o clube irá a partir de agora se focar a encontrar um patrocínio para as mangas da camisa, visto que a empresa que ocupava o lugar não renovou o contrato.

Junto com a Caixa, o Cruzeiro conta com o patrocínio do aplicativo Uber, da Cemil, do Supermercado BH e da Umbro (fornecedora de materiais esportivos).

Em comunicado, o diretor financeiro do Cruzeiro declarou que a Caixa é imprescindível para qualquer clube brasileiro e que o Cruzeiro está muito feliz por fechar mais uma temporada de contrato.

"A Caixa é imprescindível para qualquer equipe no Brasil e para nossa alegria, conseguimos entrar em um acordo com a Caixa para mais um temporada. Já esta tudo certo. Fechamos o mesmo acordo desta temporada. Não tivemos êxito na questão do aumento do patrocínio, mas nós compreendemos a situação também, porque o momento é muito complicado. Só o fato de fecharmos com a Caixa, já nos deixa alegres e esperamos fazer campanhas para o retorno que ela espera. Agora partiremos em busca de novos parceiros, uma vez que o nosso patrocínio da manga deu um tempo", declarou Divino.