Conforme noticiamos neste último domingo, a dupla Grenal mediante ao novo decreto de isolamento social publicado pelo governo estadual, cancelaram as suas atividades mais uma vez.

A informação foi dada através de notas praticamente idênticas divulgadas na noite deste último domingo pelos clubes, que segundo as mesmas, tanto Grêmio como Inter irão fazer uma reunião nesta segunda-feira para reajustarem suas programações para os próximos dias. Com isso, os treinamentos nos centros de treinamentos que haviam sido retomados na última semana estão suspensos até segunda ordem.

Vale lembrar que em matéria escrita em nosso site, a dupla Grenal neste último domingo aguardava pela publicação do novo decreto do governador - Eduardo Leite sobre as "precauções" com relação ao novo Coronavírus serem publicadas no Diário Oficial - algo que realmente veio a acontecer ontem mesmo. Regras essas que foram anunciadas pelo chefe maior do Rio Grande do Sul ainda neste sábado passado.

Com a separação do Rio Grande do Sul por regiões e cada região recebendo uma cor conforme o estágio da "COVID-19", a capital gaúcha ficou com a cor "laranja", que indica "risco médio", impedindo assim os clubes esportivos de funcionarem.

É bom salientar que Inter e Grêmio haviam retomado as atividades na última terça-feira amparadas em um decreto municipal, que liberava os treinos mediante o controle do estado de saúde desses jogadores e algumas restrições, mas como o decreto estadual se sobre põem ao do município, fica valendo a "lei" maior e com isso a dupla grenal terá que suspender suas atividades até um novo decreto de Eduardo Leite liberar Porto Alegre para voltar às atividades esportivas na região.

Dupla Grenal
Dupla Grenal

Veja abaixo as notas divulgadas pela dupla Grenal:

"O Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense/Sport Club Internacional comunica o cancelamento do treinamento de amanhã (11/05). O Departamento de Futebol e comissão técnica realizarão uma reunião de rotina nesta segunda-feira, buscando ajustar o planejamento do setor nos próximos dias".