Ainda estudando um possível retorno de seus campeonatos, a Federação Espanhola de Futebol terá que conviver com um dilema. Clubes como a Real Sociedad e o Athletic de Bilbao - tradicionais rivais pediram a entidade nesta segunda-feira, que a final da Copa do Rei, que não tem uma data para ocorrer, seja com portões abertos; algo absolutamente improvável para os dias de hoje.

Segundo as últimas informações vindas da região do país Basco, os dois clubes comunicaram que estão de acordo em "solicitar" a Federação Espanhola de Futebol que a final da Copa do Rei seja sim, realizada com a presença dos torcedores, ou seja, com portões abertos, em uma data ainda a ser marcada.

O acordo entre os dirigentes da Real Sociedad e do Athletic de Bilbao ocorreu após uma reunião com Luis Rubiales - presidente da entidade máxima do futebol no país. Anteriormente prevista para ocorrer no dia 11 de março, essa partida que foi adiada para o dia 18 de abril, foi novamente adiada devido à pandemia do novo Coronavírus na Espanha - país com um dos maiores índices de pessoas infectadas e mortas pela "COVID-19".

Clubes finalistas da Copa do Rei querem a presença do torcedor na grande final
Clubes finalistas da Copa do Rei querem a presença do torcedor na grande final

Vale aqui ressaltar que conforme solicitou a UEFA, no dia 23 de abril, as vagas para competições europeias de clubes - em caso dos torneios não serem finalizados em campo, que os clubes classificados para competições por ela organizados, sejam feitos através de alguns critérios, caso o país determine o cancelamento de todas as atividades esportivas, assim sendo, a última vaga da Espanha na Europa League cairia para o 7º colocado do Campeonato Espanhol, isso se a Copa do Rei não for disputada.

Com isso, o Athletico de Bilbao corre o risco de perder essa vaga, uma vez que ocupa a 10ª colocação no campeonato nacional; por outro lado, a Real Sociedad seguiria assegurada na competição, uma vez que está entre os sete melhores do Campeonato Espanhol.

Agora resta saber se a Federação Espanhola de Futebol e os órgãos de saúde do país irão aceitar o pedido dos dois clubes.