Aos 41 anos, Seedorf aceita o desafio de comandar o Atlético-PR - mas ele não será um simples treinador e sim o "manager" do clube, algo inédito em nosso país. O ex-jogador do Botafogo, Milan e tantos outros times, irá treinar a equipe principal do Atlético-PR e também será o responsável por cuidar da gestão técnica do clube.

Em visita ao centro de treinamento do clube paranaense, Seedorf passou horas junto com dirigentes do Atlético conhecendo as dependências do CT na última quinta-feira, onde retornou na sexta-feira pela manhã para acertar alguns detalhes sobre o projeto apresentado a ele. Com o aval dado por ele próprio, o clube passou a discutir as normas do contrato, que ainda estão em processo de elaboração... O vínculo acertado entre clube e treinador é de uma temporada.

Com o aval e apalavrados, a direção atleticana prepara o melhor dia para anunciar Seedorf de forma oficial como o novo comandante da equipe. Vale salientar que ambos os lados ainda não se manifestaram de forma oficial.

Assim que assinar o contrato, Seedorf se tornará o primeiro profissional nessa área a atuar no Brasil. Para convencer o ex-atleta holandês, o Atlético-PR se usou de suas armas, demonstrando a Seedorf ser um clube que gostar de idéias novas, uma vez que ele é o único clube com um estádio com teto retrátil no Brasil, o único time entre os grandes a ter campo com grama sintética e o primeiro clube a realizar uma transmissão de um clássico regional via "Facebook".

Além de Seedorf, o Atlético deverá confirmar Marcelo Sant’Ana como um coordenador geral do clube - ele será uma espécie de CEO, com atuação administrativa dentro do futebol conectado ao "manager" e sem muita interferência por parte da presidência do clube.