Em reunião realizada nesta última terça-feira, através de videoconferência, dirigentes de clubes das Séries A e B, juntamente com a direção da Confederação Brasileira de Futebol - CBF chegaram à conclusão que irão, sim, finalizar todas as competições em 2020, mesmo com a paralisação dos jogos por causa do Coronavírus.

Rogério Caboclo - presidente da CBF assegurou que o calendário prevê também as finalizações dos estaduais, no entanto, o dirigente máximo do futebol no Brasil não garantiu que o Brasileirão terá as 38 rodadas previstas em seu cronograma, conforme a sua fórmula original de disputa.

Rogério Caboclo - presidente da CBF.
Rogério Caboclo - presidente da CBF.

"O nosso discurso é: voltaremos no primeiro dia possível após as autoridades de saúde nos permitirem. Temos fórmulas para cada semana em que isso for autorizado. Vou dar exemplo: se for na primeira semana de junho, temos a fórmula", garantiu o dirigente.

Para completar, Caboclo disse que a ideia de todos é concluir o calendário ainda neste ano e com isso garantir que todos os contratos sejam cumpridos.

"O objetivo é concluir todas as competições previstas em 2020. Se possível, durante o ano, caso contrário, alargaremos um pouco, mas o importante é a conclusão. Lamentavelmente, o vírus não tem meu celular para combinar uma data para parar tudo isso", declarou ele.

Lembrando que Rogério Caboclo não garantiu as 38 rodadas do Brasileirão, em jogos de ida e volta e campeão com pontos corridos.

"Vamos dizer que é tudo o que nós queremos. Faremos o possível e o impossível para termos as 38 rodadas, mas não podemos declarar que nós iremos realizar desta forma", finalizou.