De acordo com novos levantamentos da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) divulgados em reportagem do jornal "Valor Econômico" e publicados nesta quinta-feira, os clubes de futebol brasileiros são os que mais devem a União - são cerca de R$ 5,3 bilhões.

Entre os clubes que mais devem ao "governo", está o Corinthians, que lidera o ranking, com débito de R$737,7 milhões. Esse número não considera a dívida da Arena de Itaquera. Logo atrás do "Timão", aparecem o Atlético-MG (R$356,5 milhões), Vasco da Gama (R$256,5 milhões), Botafogo (R$251,6 milhões) e pasme, o atual campeão brasileiro - claro que me refiro ao Flamengo, que deve cerca de R$224,2 milhões.

Andrés Sanches - presidente do Corinthians.
Andrés Sanches - presidente do Corinthians.

Ao todo, mais de 3,5 mil clubes esportivos possuem débitos com a União, sendo que os dez maiores devedores concentram 49% da dívida total.

O advogado do Corinthians - Juliano Di Pietro, afirmou em entrevista a um site brasileiro que o clube não reconhece grande parte da cobrança.

"Todos os clubes de futebol sofreram nos últimos anos investidos da Receita Federal para suspender isenção que as associações sem fins lucrativos fazem jus pela Constituição Federal", disse.

De acordo com o levantamento, metade da dívida dos clubes está em situação regular, ou seja, já foram parceladas, garantidas ou suspensas pela justiça. A outra metade está irregular, em processo de cobrança.